• 27 de junho de 2022

Tendinite: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Tendinite: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Sem dúvidas você já ouviu falar ou até mesmo sofre de dores em suas articulações. Essas dores podem ser decorrentes da tendinite. Hoje vamos entender melhor sobre essa condição. 

A tendinite é um problema comum que acomete tanto as pessoas que realizam esforços muito repetitivos e intensos, como em atletas, e também aqueles que possuem uma postura corporal inadequada.

Basicamente é uma inflamação do tendão, que pode ocorrer em qualquer parte do corpo. Porém existem algumas partes mais comuns como: 

  • Ombro
  • Cotovelo
  • Punho
  • Joelho
  • Tornozelo. 

Para facilitar o entendimento do problema, é preciso entender que o tendão é responsável por transmitir a força gerada pelos músculos aos ossos, determinando os movimentos do corpo.

Quando dobramos o braço ou mesmo os dedos, os tendões são tensionados e tornam-se ativos entre o músculo contraído e o osso, gerando os movimentos comuns que fazemos no dia a dia. 

Um tendão pode se alongar naturalmente cerca de 4% a 8% do seu tamanho original. 

Quando esse limite é ultrapassado, pode ocorrer uma lesão anatômica, como a tendinite.

Quais são as causas da tendinite?

Os nossos tendões não são tão fortes quanto os ossos e nem tão elásticos quanto os músculos. Por isso, em casos de sobrecarga, é a estrutura que geralmente mais sofre.

As causas da tendinite costumam estar relacionadas principalmente a alguns fatores de risco, que resultam na sobrecarga dos tendões. Conheça os principais a seguir:

Trauma no tendão: Pode ocorrer por um episódio agudo ou por traumas repetitivos, no qual o tendão alonga além do seu limite de 8%; 

Falta de alongamento ou flexibilidade: Que pode gerar uma sobrecarga no tendão;

Prática excessiva de atividade física: Sem técnicas, materiais ou cuidados adequados para a realização de tal atividade;

Postura inadequada: Como ombros “caídos” para a frente do corpo;

Movimentos repetitivos: Podem causar fadiga aos tendões, como usar computadores, tablets e celulares na mesma posição e por longos períodos;

Idade do paciente: Se tornam mais frágeis, visto que o envelhecimento normal dos tecidos torna os tendões menos resistentes à lesão.

Estresse: Que pode causar uma contração muscular incorreta e fadiga nos tendões.

Doenças autoimunes: As quais o organismo desenvolve reação agressiva aos próprios componentes dos tecidos tendinosos.

Bursite e tendinite

Geralmente a bursite e a tendinite costumam ser confundidas, mas de acordo com João Hollanda, ortopedista com especialização em cirurgia do joelho e médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, explica que são doenças distintas.

Essa confusão acontece porque a bursite é a inflamação das bursas, estruturas que estão muito próximas aos tendões, e apresenta sintomas parecidos com a tendinite.

Para que as diferenças sejam identificadas, são necessários exames físicos e de imagem. 

Mas existem casos em que pode acontecer de uma tendinite levar à bursite e vice-versa.

Câimbra e tendinite

No caso da câimbra, ela é uma dor de origem repentina, associada à contratura muscular. 

No entanto, é passageira e bastante pontual, provavelmente resultado de algum movimento específico.

Isso é bem diferente da tendinite, que é uma dor de início insidiosa e mais duradoura. O exame clínico feito pelo médico é a melhor forma para fazer esta diferenciação.

Sintomas da tendinite

De modo geral, a tendinite pode ser causada por múltiplos agentes que agridem o tendão, tanto de forma aguda, quanto de forma crônica.  Os sintomas de tendinite mais comuns são:

  • Dor local, que pode irradiar para toda musculatura ao redor;
  • Fadiga;
  • Perda de força;
  • Fisgadas e dores ao se movimentar;
  • Inchaço;
  • Calor;
  • Vermelhidão;
  • Formigamento;
  • Perda da mobilidade;
  • Atrofia muscular.

Além disso, alguns sintomas comuns na maioria dos tipos de tendinite são o calor na pele suprajacente ao tendão inflamado e vermelhidão na região dolorosa.

Tratamento para tendinite

Existem alguns tratamentos possíveis de efetuar em casa.

  • Fazer compressas quentes nos músculos próximos ao local da tendinite e compressas frias exatamente no local da dor;
  • Anti-inflamatórios;
  • Ficar em repouso e evitar ao máximo movimentar a região da tendinite;
  • Acupuntura;
  • Fazer fisioterapia e massagem na região.

O tempo de repouso deve ser seguido de acordo com a orientação médica. Períodos de repouso prolongados podem acarretar aderências e atrofia muscular e são prejudiciais.

Muitos ainda se perguntam sobre qual a compressa mais indicada para tendinite. 

Segundo o fisioterapeuta Marcel Tomonori Sera, o ideal é fazer compressa de gelo para casos recentes e compressa de água quente para casos crônicos , ou seja, que já existem há semanas.

Quanto aos anti-inflamatórios para tendinite, o correto é tomar apenas aqueles prescritos pelo médico e nunca se automedicar.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias