• 27 de outubro de 2021

 Sensores de celular podem detectar quando alguém fuma maconha, segundo estudo

  Sensores de celular podem detectar quando alguém fuma maconha, segundo estudo

Foto: Jeremy Bishop/ Unsplash

Ao combinar vários dados do celular, o mecanismo desenvolvido conseguiu perceber quando alguém estava sob efeito da substância com uma taxa de 90% de assertividade. 

De acordo com uma pesquisa realizada por um grupo de cientistas de vários países diferentes, os sensores do celular podem ser usados para saber se o dono do aparelho fumou ou não maconha.

O estudo publicado pela revista Drugs and Alcohol Dependence mostrou que a combinação de dados do GPS e o acelerômetro (uma espécie de sensor que ajuda a descobrir o quão rápido o celular está se movimentando), conseguiu reconhecer 90% dos casos. 

Segundo a autora principal Tammy Chung do Instituto Rutgers para Saúde, Política de Assistência Médica e Pesquisa sobre Envelhecimento (UE) isso pode ser utilizado como um mecanismo de prevenção.

Ela diz que os sensores do celular de uma pessoa sob o efeito de substâncias podem intervir precocemente, evitando que qualquer dano à saúde relacionada ao uso da maconha.

Foto: Jeremy Bishop/ Unsplash

Como foi feito

Durante 30 dias, cientistas analisaram diariamente os dados de jovens de 18 a 25 anos que utilizaram a erva pelo menos uma vez na semana. 

Isso era feito por meio de inquéritos eletrônicos que eram realizados três vezes ao dia, informações dos próprios voluntários além dos dados dos sensores do smartphone.

Ao combinar data e hora, a precisão era de 60%. Quando sincronizaram também os dados do GPS e acelerômetro, os pesquisadores conseguiram obter uma taxa de 90% de eficácia. 

Com informações do IstoéDinheiro

Tainara Cavalcante

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias