• 26 de junho de 2022

Rinite: O que é, Tipos, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Rinite: O que é, Tipos, Causas, Sintomas e Tratamentos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no Brasil, cerca de 30% da população possui algum tipo de alergia. A rinite alérgica é uma das mais popular do mundo com 25% de prevalência e, seguindo pela asma alérgica, atingindo cerca de 20% da população infantil e adolescente em nosso país.

Para que possamos compreender com clareza o que é a rinite, é importante sabermos que o nariz é composto por mucosas que têm como função, umedecer, aquecer e filtrar os componentes do ar que respiramos, impedindo que partículas grandes de pólen, pó e pelos, por exemplo, passem pelas vias respiratórias e cheguem até os pulmões.

No caso da rinite, é uma condição que ocorre quando há uma inflamação especificamente nas mucosas nasais.

Geralmente é reconhecida como rinite alérgica, quando a inflamação das mucosas nasais é causada por alguma substância classificada como alérgica.

Essas substâncias podem estar presentes em qualquer lugar, como a poeira encontrada nas casas, empresas, lojas, ruas, por exemplo, além de cheiros fortes, como o cheiro de tinta encontrado em locais que foram recém-pintados, dos ácaros e de pelos de animais domésticos.

Tipos de rinite

A rinite pode ser classificada em 4 grupos, que levam em consideração critérios como frequência, intensidade dos sintomas, resposta obtida com os tratamentos e complicações.

Baseado nos critérios citados acima a classificação das rinites se divide da seguinte forma.

Rinite infecciosa

Esse tipo de rinite é provavelmente o mais comum.

Causada por bactérias autolimitadas ou vírus, é conhecida também como infecção do trato respiratório superior ou resfriado comum. Esse tipo de rinite acontece quando o agente causador se instala nas mucosas do nariz, causando uma infecção.

Rinite não alérgica

Espirros crônicos, corrimento nasal ou congestão com muita frequência, pode estar sinalizando uma rinite não alérgica.

Apesar de muito semelhante à rinite alérgica, são dois tipos completamente diferentes da doença pois na rinite não alérgica o sistema imunológico não está envolvido em nenhum momento.

Rinite alérgica

A rinite alérgica é uma manifestação do organismo, através do sistema imunológico, a presença de partículas consideradas estranhas ao organismo, conhecidas como alérgenos.

Essas substâncias estranhas entram no organismo pelo nariz, porta de entrada do ar e de várias substâncias carregadas por ele. Nesse tipo de rinite o organismo reage de forma rápida à presença desses alérgenos para se defender.

Por esse motivo, quando uma pessoa tem uma crise de rinite alérgica é comum apresentar coriza, coceira no nariz, espirros e obstrução nasal.

Rinite mista

No caso da rinite mista, ela é o tipo de rinite que se caracteriza pela presença de mais de um agente causador, ou seja, causada por um vírus e uma bactéria simultaneamente.

Quais as principais causas?

Assim como diversas outras alergias, a rinite também carrega uma causa que pode ser desencadeada ou agravada pela exposição a microrganismos como vírus, bactérias ou alérgenos (proteínas) que ficam dispersos no ar e atingem o sistema respiratório.

Geralmente os mais comuns são bactérias que vem:

  • Poeira;
  • Baratas;
  • Fungos;
  • Pêlos;
  • Saliva;
  • Urina de animais domésticos;
  • Alimentos.

Além desses, existem outros fatores que também podem desencadear sintomas da rinite, entre eles estão:

  • Mudanças bruscas de clima;
  • Inalação de odores fortes;
  • Gás de cozinha.
  • Fumaça de cigarro;
  • Poluentes atmosféricos;
  • Inalação de ar frio e seco;
  • Ingestão de medicamentos antiinflamatórios;
  • Alterações hormonais durante o ciclo menstrual;
  • Puberdade;
  • Gavidez;
  • Menopausa;
  • Alterações endócrinas.

Quais os principais sintomas da rinite?

Quase impossível falar sobre rinite e não falar dos sintomas que ela apresenta, que normalmente se manifestam no momento em que há o contato com o alérgeno, quando isso acontece os sinais mais comuns são:

  • Espirros;
  • Tosse;
  • Coriza constante;
  • Fadiga;
  • Dores de cabeça;
  • Olheiras;
  • Olhos lacrimejantes;
  • Grande irritação na boca, olhos, nariz, garganta e pele;
  • Problemas com odores;
  • Diminuição do olfato e audição;

Em alguns casos, também é possível que ocorra sangramento nasal (epistaxe), coceira nos olhos e lacrimejamento e coceira no céu da boca e garganta.

Rinite x Sinusite

Muitas pessoas ainda não sabem diferenciar a rinite da sinusite. Apesar de haver uma grande confusão, rinite e sinusite são doenças completamente diferentes.

No caso, a rinite é uma inflamação da mucosa do nariz que pode ser causada por vários fatores, dependendo do seu tipo.

A sinusite, por sua vez, ocorre quando os seios da face, uma espécie de câmara de ar localizadas ao redor do nariz, ficam inflamados.

Isso leva a produção de muco que acaba sendo drenado para dentro do nariz, se depositando na região.

Ou seja, a rinite está mais relacionada a contato com fatores externos e a sinusite está ligada a inflamação da mucosa.

Mas afinal, existe tratamento para a rinite?

Assim com outras alergias, o ideal é que o tratamento da rinite seja iniciado assim que é diagnosticado qual é o tipo da doença que deve ser tratado.

Em muitos casos de rinite a solução é  espontânea logo na primeira semana, e o tratamento costuma ser composto pelo uso de descongestionantes tópicos locais, higiene nasal, antitérmicos ou analgésicos, caso seja necessário.

Quando o tratamento é de longo prazo o uso de medicamentos deve ser adequado de forma a manter o paciente assintomático pelo maior tempo possível, sempre com a menor dose de medicamentos.

Vale ressaltar, que nenhum medicamento deve ser utilizado sem antes consultar um profissional da saúde, pois só ele pode indicar qual é o medicamento mais indicado para cada paciente, assim como a dosagem  e a duração do tratamento.

Além disso, é recomendado que o paciente evite ter contato com os ambientes que contenham os agentes causadores da rinite.

Outro ponto importante para se levar em consideração, são os hábitos de higiene, como lavar sempre as mãos e manter os ambientes sempre limpos, o que pode ajudar a evitar que a rinite se manifeste.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias