Quase um terço dos brasileiros apoia a legalização da maconha, segundo levantamento

Quase um terço dos brasileiros apoia a legalização da maconha, segundo levantamento

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Contudo, a maioria das pessoas ainda são contrárias ao uso adulto da cannabis, mesmo favoráveis ao presidente Lula

Foto: Freepik

De acordo com uma pesquisa realizada no final de janeiro pelo PoderData, 29% dos brasileiros apoiam a liberação do uso adulto da cannabis no Brasil. 

Por outro lado, 65% continuam sendo contra. Cerca de 6% não sabem responder.

Os dados foram coletados nos dias 29 a 31 de janeiro deste ano por meio de ligações feitas tanto para celulares quanto telefones fixos. Segundo o levantamento, foram 2.500 entrevistados em 288 municípios em todos os estados do país. 

Diferenças

Com uma proporção bem parecida, parece que as mulheres ainda são mais favoráveis(30%) à legalização da maconha que os homens (29%).

Os jovens de 16 a 24 anos também lideram a posição de faixa-etária com 49% a favor, embora 50% ainda sejam contrários.

Já os idosos com mais de 60 anos ou mais aceitam mais o uso da cannabis (32%) que adultos de 45 a 59 anos (23%). 

Os maiores apoiadores da maconha estão no Sul e no Sudeste (33%) e a menor porcentagem está nos estados do centro-oeste(14%).

Os apoiadores do governo têm opiniões diferentes?

A pesquisa também apurou qual é a posição das pessoas que apoiam ou desaprovam o atual governo do presidente Lula.

A maioria dos brasileiros favoráveis ao chefe do executivo ainda não concordam com a liberação da maconha (51%), contra 43% concordam e 6% não sabem. 

Já aqueles que desaprovam o Lula, 87% não apoiam o uso adulto da maconha, contra 11% que defendem a legalização. 

Legislação brasileira

No Brasil, a cannabis é aprovada apenas para fins medicinais e só pode ser comprada com receita médica. 

Atualmente, ela pode ser adquirida através de importações, nas farmácias e até por associações de pacientes. 

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde a achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas