Quando a maconha pode ser mais prejudicial que o cigarro

Quando a maconha pode ser mais prejudicial que o cigarro

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Traduzido do portal ABCNews

De acordo com um novo estudo, a maconha pode ser mais prejudicial que o tabaco. Mas as razões para isso, são mais simples do que se pensa

Parece que as pessoas que fumam maconha são mais propensas a ter mais danos pulmonares do que as pessoas que fumavam cigarros, de acordo com uma nova pesquisa que revisou exames pulmonares de fumantes. 

Segundo os pesquisadores que lideraram o estudo, as suas descobertas sugerem que fumar maconha pode ser mais prejudicial do que as pessoas imaginam.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças estimam que pelo menos um quinto dos estadunidenses experimentou maconha pelo menos uma vez. Com mais estados legalizando a droga, ela se tornou a droga mais comumente usada que ainda é ilegal em nível federal.

Alguns efeitos na saúde, como problemas de desenvolvimento do cérebro, pressão alta e aumento do risco de ataques cardíacos e derrames, foram estudados. 

Maior índice de enfisema

No entanto, de acordo com o Dr. Albert Rizzo, pneumologista e diretor médico da American Lung Association, “não conhecemos os efeitos a longo prazo da maconha como conhecemos os efeitos a longo prazo do tabaco”.

Pesquisadores do Hospital Geral de Ottawa, no Canadá, compararam aproximadamente 150 exames pulmonares de fumantes de maconha, fumantes apenas de tabaco e não fumantes. 

O estudo descobriu que as taxas de enfisema, inflamação das vias aéreas e aumento do tecido mamário, por exemplo, foram maiores em maconha do que em fumantes de tabaco.

Os exames ainda mostraram que 75% dos fumantes de maconha tinham enfisema. Pouco menos de 70% dos fumantes apenas de tabaco tinham enfisema, enquanto apenas 5% dos não fumantes o tinham.

Leia também: Redução de danos: o que é e como funciona

O que é enfisema

O enfisema é uma forma de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), é a terceira principal causa de morte nos EUA.

“Existem bolsas de ar em seus pulmões que estão ficando maiores do que deveriam. À medida que crescem, tornam-se menos eficientes do que deveriam para as trocas gasosas”, disse Rizzo. A condição é causada pela exposição prolongada a irritantes, como fumaça, levando a danos pulmonares irreversíveis.

“Fumantes de maconha tiveram mais enfisema, uma doença que causa dificuldade para respirar, do que fumantes pesados ​​de tabaco e não fumantes”, disse a Dra. Giselle Revah, coautora do estudo e radiologista cardiotorácica.

Vários motivos

Os médicos dizem que há várias razões pelas quais a maconha pode causar mais danos aos pulmões do que o tabaco.

“Fumantes de maconha inspiram mais profundamente e prendem a respiração por mais tempo antes de expirar. Você combina o efeito irritante de uma exposição mais longa e uma inalação mais profunda dessas toxinas”, disse Rizzo.

A fumaça do tabaco também é filtrada, mas a fumaça da maconha não. Todos esses fatores contribuem para a inflamação e danos irreversíveis, dizem os médicos.

“Qualquer coisa que você inalar que possa irritar os pulmões não seria aconselhável, então eu recomendaria que parassem”, disse Rizzo. No entanto, ele reconhece que alguns usuários têm necessidade médica – para esses indivíduos, ele recomenda uma discussão com seu médico, que pode convertê-lo para outra forma mais segura da droga, como uma forma ingerível.

“Há uma percepção pública de que a maconha é segura. Este estudo sinaliza que a maconha pode ser mais prejudicial do que as pessoas imaginam”, disse Revah.

Conte com a gente 

Caso precise de ajuda, disponibilizamos um atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas, além de auxiliar desde achar um médico prescritor até o processo de importação do produto. Clique aqui.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas