• 24 de junho de 2022

Pesquisadores brasileiros descobrem os mecanismos que formam as células tumorais

 Pesquisadores brasileiros descobrem os mecanismos que formam as células tumorais

A descoberta ajuda a entender metade dos cânceres existentes e pode ser uma peça chave para o desenvolvimento de novos tratamentos e exames.

Mesmo após anos de pesquisa, as razões por trás das células que causam câncer não são totalmente conhecidas. Tudo o que sabemos é que a doença pode ser causada por fatores hereditários, ambientais ou independentes, ou seja, sem uma causa conhecida.

Contudo, pesquisadores brasileiros da Universidade Federal do Rio de Janeiro (URFJ) deram um novo passo nas descobertas.  Eles conseguiram identificar o funcionamento de um dos mecanismos que geram as células tumorais quando são integradas à proteína p53, conhecida como “guardiã do genoma”.

Essa proteína é responsável por várias funções, que incluem o controle da produção celular e até o combate das células cancerígenas. Contudo elas também podem sofrer mutações, que consequentemente não as deixa trabalhar de forma correta e ao invés de ajudar, acabam piorando a situação. 

Mas isso não é novo. Desde a década de 1980 já se sabia que a proteína poderia resultar no câncer. No entanto, a novidade está na descoberta do seu desenvolvimento. Os cientistas conseguiram mapear todas as sequências de eventos até o desenvolvimento das células anormais. 

Possível tratamento

A descoberta foi a capa da última edição do periódico científico Chemical Science, da Royal Society of Chemistry (Reino Unido) e pode ser a chave para entender o desenvolvimento de metade dos casos de câncer no mundo. 

Conhecer o funcionamento da proteína pode abrir caminho para possíveis tratamentos contra o câncer e até uma possível cura.

 Além disso, a pesquisa também pode auxiliar na criação de novos exames para o diagnóstico precoce, principalmente em casos hereditários.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias