• 28 de junho de 2022

Pacientes com catarata buscam por cannabis

 Pacientes com catarata buscam por cannabis

Conforme as desaprovações em relação à cannabis diminui, mais adultos estão recorrendo aos seus benefícios medicinais para tratar outros tipos de doenças, como a catarata.

Essa condição tem atingido cerca de 25 milhões de americanos, é uma doença que e se não for tratada rapidamente, pode causar cegueira. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ela é a principal causa de cegueira em todo o mundo.

O que é catarata?

O termo “catarata” é dado para qualquer tipo de perda de transparência do cristalino (lente natural do olho localizado atrás da pupila), seja ela congênita ou adquirida, independente de causar ou não prejuízos à visão. Segundo OMS, a catarata é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo, afetando principalmente a população idosa.

O envelhecimento do cristalino geralmente ocorre pelo avanço da idade. Porém, também pode estar associada a alterações metabólicas que surgem em certas doenças sistêmicas como.

  • Diabetes 
  • Uveíte 
  • Tabagismo
  • Alcoolismo
  • Uso de certos medicamentos 
  • Trauma ocular

A Academia Americana de Oftalmologia afirma que, apesar de os americanos tenham opções de tratamento disponíveis, muitos não percebem que algo está errado com seus olhos, e quando se nota, já é tarde demais. Essa condição geralmente é um pouco mais comum em mulheres do que em homens, um problema crescente que afeta a visão e a qualidade de vida.


Quais os sintomas?

Geralmente, em sua fase inicial, a doença é assintomática (que não apresenta sintomas no início). Assim como acontece com o glaucoma, as pessoas só buscam ajuda quando a doença já prejudica a visão.

Quando a condição passa a apresentar sintomas, os mais comuns geralmente são.

  • Sensação de visão embaçada; 
  • Dificuldade para executar atividades rotineiras;
  • Sensibilidade a luz;  
  • Visão dupla;
  • Mudanças frequentes na prescrição de óculos;
  • Melhoria da visão de perto que, em seguida, fica pior;
  • Dificuldade em fazer as atividades diárias por causa de problemas de visão.

O Barnet Dulaney Perkins Eye Center explica que, embora a idade seja a principal causa de problemas relacionados à catarata, doenças como diabete e medicamentos como esteroides podem aumentar o risco de desenvolver a doença em um período mais tardio da vida.

De acordo com o National Eye Institute (NIH) , “o risco de catarata aumenta a cada década de vida, começando por volta dos 40 anos. Aos 75 anos, metade dos americanos têm a doença”.

O instituto estima que até 2050 o número de cataratas dobrará de 24,4 milhões de adultos para 50 milhõe com o problema. Os dados sugerem que aqueles que correm maior risco de aumento rápido são hispânicos-americanos.

“A maioria das cataratas está relacionada à idade, elas acontecem devido a alterações normais nos seus olhos à medida que você envelhece. Mas você pode obter a doença por outros motivos, por exemplo, após uma lesão ocular ou após a cirurgia por outro problema ocular (como glaucoma) ”, relata o instituto.

Voltando à Cannabis

Conforme o preconceito e paradigmas em relação à planta diminui com o passar dos anos, mais pessoas estão se voltando para os benefícios medicinais da cannabis para tratar doenças oculares, como catarata.

O blog da Harvard Health afirma que muitos americanos estão procurando abordagens diferentes para dor e doenças relacionadas à idade. Uma pesquisa estima que 94% dos americanos pesquisados apoiam o acesso legal à cannabis, muitas pessoas estão procurando o medicamento, mais do que nunca.

O Journal of the American Medical Association (JAMA) relatou que o uso da planta tem aumentado constantemente com adultos com 65 anos ou mais, de 2,4% em 2015 para 4,2% em 2018.

A Academia Americana de Oftalmologia afirmou que, embora os estudos sobre a ligação da cannabis no tratamento de catarata sejam limitados, a planta parece ter benefícios com o glaucoma, diminuindo a pressão intra-ocular se usada com a dose correta.

Como os estudos disponíveis ainda são poucos sobre os efeitos da cannabis na saúde ocular, o ideal é conversar com um oftalmologista caso esteja interessado no uso da cannabis ou CBD e descobrir se existe algum risco.

Com o passar dos anos e o avanço da cannabis no que diz respeito a quebra de preconceitos, muitos americanos, geralmente de idade avançada, procuram novos tratamentos para seus problemas.

Os cientistas, sem dúvida, terão o interesse em acompanhar as tendências e criar novos caminhos para os medicamentos colaborarem com os tratamentos. 

Referências

  • Thegrowthop 
  • Brascrs

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias