• 28 de junho de 2022

O uso de cannabis pode causar disfunção erétil ?

A disfunção erétil é a incapacidade de ter e manter uma ereção firme o suficiente no momento da relação sexual.

Pode ser causada por uma variedade de condições médicas e de saúde mental, assim como certas escolhas de estilo de vida, incluindo o uso de drogas recreativas.

Os médicos não encontraram evidências conclusivas de que o uso da cannabis leve ao disfunção erétil. No entanto, efeitos específicos podem resultar em DE, e uma pessoa que fuma uma mistura de cannabis com o tabaco pode aumentar os riscos.

O que dizem as pesquisas?

De acordo com o Instituto Nacional de Abuso de Drogas (NIDA), nos Estados Unidos, mais de 11 milhões de pessoas entre 18 e 25 anos usaram cannabis em 2014.

As pessoas nos Estados Unidos tem maior probabilidade de usar cannabis do que qualquer outra droga recreativa.

Embora alguns pequenos estudos sugerem que o uso recreacional da cannabis possa levar à essa condição, os analistas concluiriam em 2018 que não há evidências o suficiente para confirmar.

O fumo do tabaco bloqueia o fluxo sanguíneo às veias e artérias, e uma pessoa que fuma cigarro esta mais sujeita a desenvolver essa condição. O fumo da cannabis, principalmente quando é misturada com tabaco, pode causa um risco semelhante.

Os receptores canabinoides estão presentes no tecido muscular liso do pênis. Por esse motivo, é teoricamente possível que o THC prejudique a função do órgão genital, e isso pode levar a disfunção erétil.

Segundo a NIDA, a cannabis pode causar sentimentos de euforia, sonolência e lentidão. Esses efeitos podem diminuir o desejo por sexo.

Há também algumas evidências de que o uso frequente de cannabis pode fazer com que os homens tenham dificuldade em atingir um orgasmo.

No entanto, pelo menos um estudo não encontrou diferença significativa no risco de disfunção erétil entre um grupo que usava cannabis e um grupo que não usava.

Quais os efeitos?

Quando uma pessoa fuma cannabis, o THC passa pelos pulmões até as correntes sanguíneas. A corrente sanguínea leva para o cérebro e outros órgãos do corpo.

O THC afeta o sistema de prazer do cérebro, o corpo libera mais dopamina do que o comum e a dopamina afeta o humor e a sensação de prazer.

Existem outros efeitos como:

  • Percepção alterada
  • Euforia, sonolência e relaxamento
  • Mudanças no equilíbrio e coordenação
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Problemas com aprendizado e memória
  • Ansiedade
  • Problemas de saúde mental
  • Infecções respiratórias
  • Comprometimento da memória

Conclusões

Não há evidências suficientes que provem que o uso de cannabis possa causar disfunção erétil. Contudo, alguns efeitos colaterais do medicamento, como complicações cardiovasculares, podem aumentar o risco.

Alguns pesquisadores não encontraram nenhuma ligação real entre a cannabis e o disfunção erétil. Eles observaram que o consumo de álcool e cigarro aumentam o risco de, enquanto atividades físicas podem diminuir esse risco.


Qualquer pessoa preocupada com disfunção erétil pode se beneficiar com mais exercícios físicos e evitar o consumo de álcool e cigarro.

Uma pessoa pode usar cannabis, porém, dentro das leis locas e com um acompanhamento médico.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias