• 27 de junho de 2022

Nigéria pretende legalizar o uso medicinal de cannabis

 Nigéria pretende legalizar o uso medicinal de cannabis
A cannabis na Nigéria é ilegal, mas o país é uma das principais fontes de cannabis cultivada na África Ocidental e é classificada como a oitava maior consumidora mundial de cannabis.

O projeto foi apresentado pela princesa do país em meio à pressão pelo uso medicinal da cannabis no tratamento do novo coronavírus.

Os interessados das partes da Organização da Sociedade Civil sobre a agricultura para o uso medicinal da planta, elogiaram a Câmara dos Representantes da Nigéria por serem ousados e terem a iniciativa sobre o processo de alteração da agricultura de cannabis, com a introdução do projeto de ”Lei de Controle” patrocinado por um membro que representa o grupo eleitoral de Isiala Mbano/ Onuimo/ Okiwe do estado de Imo, a Princesa Miriam Onuoha.

Os interessados da “Farming For Medical”, em uma declaração à imprensa divulgada publicamente pelo gestor de programa do grupo Johnson Omede, descreveram o projeto como estratégico o suficiente para liberar os benefícios da cannabis para propósitos medicinais apenas sob controles rigorosos e monitoramento do processo.

A declaração moveu os parlamentares a acelerar o projeto, dizendo que não existe melhor momento para que seja aprovado por lei do que agora, quando o óleo de canabidiol (CBD) está sendo usado para o tratamento do COVID 19.

“Existem mais de 80 químicas, conhecidas como canabinoides, identificadas na planta de cannabis sativa. Em Israel, o Hospital Ichilov, já começou a usar o CBD ou partes não intoxicantes da planta cannabis contra o novo coronavírus em um estudo.” afirma parlamentares na declaração.

Como está o processo e quais os benefícios?

”Uma lei de controle da cannabis teria ajudado a Nigéria a participar do ensaio clínico do canabidiol para tratamento da COVID 19, pois o país está desesperadamente procurando por cura em um momento em que o setor de saúde está ficando sobrecarregado e estressado, fora de controle” afirma o comunicado.

”O cultivo de cannabis para a saúde, e seus usos com o óleo CBD para quimioterapia em pacientes com câncer e para outros benefícios a saúde na Nigéria, é capaz de criar milhares de empregos no país e também trazer ótimos resultados em exportações.”


”Nós pedimos para a Assembleia Nacional considerar seriamente este projeto e aprová-lo, já que também demonstrou preocupações diante do que foi proposto.”

”Pedimos aos nigerianos que apoiem esse projeto apresentado por uma mulher corajosa, para que a Nigéria não seja deixada para trás, pois, outros países, incluindo Gana, estão se movendo em massa para regular o cultivo de cannabis e restringir seu uso apenas para tratamentos de saúde controlados e monitorados.” acrescentou a declaração.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias