• 31 de julho de 2021

Infusão de Cannabis: O que é, como fazer e cuidados

 Infusão de Cannabis: O que é, como fazer e cuidados

Já experimentou alguma bebida com infusão de cannabis? Entenda como ela acontece. 

Depois que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o Canabidiol (CBD) é seguro para o corpo humano, as empresas do setor começaram a investir ainda mais em comidas e bebidas com a substância.

Trata-se de um canabinoide, uma molécula da planta muito usada em medicamentos principalmente para o tratamento de condições como epilepsia, ansiedade e depressão

Não só ela, mas também o tetraidrocanabinol (THC), substância que causa os efeitos psicotrópicos da cannabis. O próprio Raphael Mechoulam, que descobriu a existência dos canabinoides, comprovou a sua descoberta através de dois bolos, um com CBD e o outro com THC.

Infusão de cannabis 

Mas vamos falar sobre as infusões. Elas viraram tendências em vinhos e chás, e viraram notícia até aqui no Brasil. 

Talvez você já tenha ouvido falar sobre o termo, mas nunca pesquisou a fundo. De maneira bem simples, uma infusão se resume a um processo químico na fabricação de bebidas, onde as substâncias aromáticas são emergidas em água fria ou quente. 

Contudo, se tratando de cannabis é um pouco mais complexo.

Embora a porcentagem de CBD e THC estampam a maioria dos rótulos de sachês, por exemplo, alguns fatores ambientais podem alterar a informação.

Isso porque determinar a quantidade de canabinoides que a planta irá conter, não é uma tarefa fácil. Se a planta recebe um pouco mais de luz, por exemplo, ou é colhida depois do tempo, a quantidade de canabinoides pode variar. 

Sem contar na variedade de cepas ou também conhecidas como strains, que podem se diferenciar de acordo com o fornecedor. 

Contudo, a interação de THC e álcool é proibida até em países legalizados como o Canadá. Por isso, as bebidas alcoólicas são vendidas sem álcool ou apenas com o canabidiol.

Bebidas

É possível colocar infusões de cannabis em praticamente todo o tipo de bebida, como chá, café, leite, tequila, rum, licor, gin e cerveja, por exemplo. Principalmente porque são fáceis de fazer. 

Em países como o Reino Unido, a cannabis é vendida especificamente para a infusão em bebidas, principalmente para resolver a questão do gosto amargo do óleo, além de ser uma opção para pacientes que não querem recorrer ao fumo ou à vaporização.

Como acontece

As infusões de cannabis são uma alternativa porque a cannabis é hidrofóbica, ou seja, é facilmente diluída em óleo mas não é solúvel na água. Muita gente que prepara em casa, faz esse processo através do leite quente, pois os canabinoides são eficazes na gordura.

Os chás, por exemplo, precisam ser feitos com algum tipo de gordura como manteiga, que é misturada à erva triturada. Ele geralmente é enrolado em um pequeno saquinho ou até mesmo um infusor, que é colocado na água quente. 

Para ser vendido em bebidas, é preciso passar por um processo chamado emulsão. Também feita através de procedimentos laboratoriais com equipamentos específicos, consiste na quebra da substância a ser emulsionada em nano ou micro gotículas.

O procedimento é feito através da agitação ou homogeneizadores, que juntam dois produtos que não se misturam em apenas um estável.  A emulsão é importante também para a passagem entre as células do corpo.

Cuidados

Contudo, com a indústria crescendo, é importante ter cuidado na hora de comprar. Embora o CBD seja seguro, alguns produtos podem ser diferentes do que diz no rótulo. 

Em países onde o uso em comestíveis é legalizado, autoridades farmacêuticas e científicas fazem alguns alertas, como a quantidade consumida por dia, que pode variar de acordo com a idade, condição física e até a alimentação do indivíduo. 

Avatar

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias