• 28 de junho de 2022

Hortelã: O que é, Benefícios, Formas de consumo, Efeitos, e Contraindicações

 Hortelã: O que é, Benefícios, Formas de consumo, Efeitos, e Contraindicações

Quem nunca ouviu falar ou já chupou a famosa balinha de hortelã ? Muito conhecida pelas pessoas e usada em uma variedade de  produtos, ela nunca sai dos holofotes quando o assunto são plantas medicinais. Vamos entender melhor sobre essa famosa planta. 

Vamos ser sinceros? A hortelã pode até não ser a estrela principal de um prato, mas não há como negar que sem ela muitas receitas perdem grande parte do seu sabor. 

Isso porque essa plantinha possui folhas com um gosto bem característico, e por isso é muito utilizada para temperar a comida. 

Sem falar que também é utilizada no preparo de chás e até de sucos, sejam eles detox ou não. 

Mas o sabor não deve ser o único motivo para acrescentar a hortelã na dieta, já que ela possui diversos benefícios.

Quais são os benefícios do hortelã?

Antes de tudo, a primeira coisa que você precisa saber a respeito da hortelã é que ela é rica em vitaminas A, C, D e do complexo B.

O que quer dizer que, de uma forma geral, atua como um poderoso antioxidante, deixando o sistema imunológico mais forte e ajudando a acabar com os radicais livres (espécies de átomos, moléculas, íons), o que impede a oxidação das células. 

Consequentemente ela evita diversos tipos de doenças, como é o caso do Alzheimer e até mesmo do Câncer

Não é à toa que muitas pessoas usam como ingrediente no preparo de xaropes, já que gripes comuns costumam se resolver quando o sistema imunológico fica mais forte.

Existem muitos benefícios que essa planta pode oferecer, entre eles estão:

  • Aliviar gases intestinais, pois esta planta tem efeito anti-espasmódico, capaz de diminuir cólicas intestinais e alterações digestivas, e antiemético, aliviando náuseas e vômitos;

  • Facilitar a digestão e diminuir a azia, por ativar a produção de bile e melhorar a função do sistema digestivo;

  • Ajudar a aliviar a febre, principalmente quando associado com gengibre, pois estimula a circulação;
  • Combater a dor de cabeça, por ser vasodilatador e capaz de ativar a circulação;

  • Diminuir sintomas de estresse, ansiedade e agitação por ter efeitos tranquilizantes;

  • Agir como antisséptico, capaz de dificultar o crescimento de bactérias e amebas no trato digestivo.O sistema imunológico fica mais forte.

Além disso, a hortelã serve para auxiliar no tratamento de gripes e resfriados e pode ser usada também como tempero em refeições de carne como cabrito ou porco. Ou então para aromatizar sopas ou até em sucos de fruta como limão ou abacaxi, por exemplo.

Quais são as principais formas de consumo?

Não basta somente saber os benefícios de uma planta, é necessário saber as maneiras que ela pode ser usada. No caso da hortelã, existem maneiras como: 

  • Folhas ou extratos secos, para temperar alimentos e fazer chás. 
  • Óleo essencial, como forma de aromaterapia ou massagens relaxantes e revigorantes;
  • Cápsulas, para consumo diário de forma mais concentrada;
  • Cosméticos, para contribuir com seus efeitos revigorantes e antissépticos na pele;

A dosagem usada em cada situação depende da forma e do produto, especificada no rótulo da embalagem ou caixa de instruções do fabricante.

Como fazer um chá de hortelã?

Para que você possa fazer, saborear e usufruir dos benefícios da hortelã, o jeito mais fácil e comum é através do chá de hortelã, que é muito simples de preparar.

Ingredientes necessários:

  • 6 folhas de hortelã;
  • 1 pau de canela;
  • 1 cm de raiz de gengibre;
  • 180 ml de água.
  • Modo de preparo:

Para prepará-lo é simples, basta juntar os ingredientes numa panela e deixar ferver por alguns minutos. Depois repousar até amornar e depois coar e tomar sem adoçar, ao longo do dia. 

mint tea

Existem efeitos colaterais e contraindicações?

Quando se trata de efeitos colaterais da hortelã podem incluir reações de alergia na pele como: 

  • Coceira;
  • Ardor;
  • Vermelhidão ou urticária;
  • Irritação das mucosas do estômago;
  • Dor no estômago;
  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Azia;
  • Sensação de barriga inchada ou má digestão.

Essa planta é contraindicada para gestantes, lactantes, pacientes com obstrução dos ductos biliares, pessoas com anemia, crianças menores de dois anos e pessoas com hipersensibilidade ao óleo essencial.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias