• 26 de outubro de 2021

Hipertensão: A cannabis pode ser uma alternativa?

 Hipertensão: A cannabis pode ser uma alternativa?

Estudos destacam que o sistema endocanabinoide pode influenciar no controle da pressão alta. Por isso, há razões para acreditar que a cannabis possa servir de tratamento.

A hipertensão tem matado cerca de 10 milhões de pessoas no mundo. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 30% dos brasileiros têm pressão alta, principalmente os idosos. 

Ela pode estar relacionada a cerca de 60% dos casos de Acidente Vascular Cerebral (AVC) e até 80% dos casos de infarto e não tem cura.

A identificação precoce pode ajudar a reduzir a mortalidade por doenças cardiovasculares. Contudo, a condição precisa ser controlada por meio de remédios e mudança de hábitos. 

Por isso, será que a cannabis pode ser uma alternativa? Alguns estudos mostram que sim, entenda.

O que exatamente é a hipertensão?

Se trata de uma doença crônica. Sua principal característica consiste nos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias, identificados quando os valores das pressões máxima e mínima são iguais ou ultrapassam o limite.

Para ser mais exato, ela aparece quando os níveis de pressão arterial são superiores a 140/9 mmHg (milímetros de mercúrio), a famosa pressão a 14/9.

No corpo humano, o sangue circula nas veias levando oxigênio e nutrientes de um ponto a outro, permitindo que uma pessoa leve uma vida normal. 

Esse sangue costuma circular com uma determinada velocidade e força, para não sobrecarregar o coração, as veias ou as artérias. 

Quando uma pessoa é diagnosticada com hipertensão arterial, ou pressão alta, significa que o seu sangue está circulando com uma força acima do normal e muito elevada, fazendo uma forte pressão contra a parede das veias e artérias.

Com o tempo, a pressão alta pode trazer uma série de problemas ao paciente, porque o coração acaba sendo sobrecarregado e precisa fazer um esforço maior na hora de bombear o sangue. 

Consequentemente, isso pode aumentar as chances de AVC e de infarto, como foi dito.

Causas e tratamento

Não é a toa que a pressão alta é tão presente no Brasil e no mundo, pois ela pode estar relacionada a uma série de fatores, como:

  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Sedentarismo;
  • Estresse;
  • Envelhecimento;
  • Histórico familiar;
  • Má alimentação;
  • Diabetes;
  • Doenças  cardíacas;
  • Consumo exagerado de bebidas alcoólicas. 

Alguns desses fatores podem adiantar em até 10 anos o surgimento da doença, como o sobrepeso e o excesso de sal. 

Como dissemos, infelizmente a hipertensão não tem cura. Ela precisa ser controlada através de remédios, que variam de diuréticos, bloqueadores adrenérgicos ou vasodilatadores. 

É importante ressaltar que cada pessoa é diferente, por isso, eles devem ser indicados por um cardiologista de forma individualizada de acordo com a gravidade da doença ou dos riscos de complicações. 

A mudança de hábitos alimentares, além da prática de exercício físico também são fatores que ajudam a equilibrar a pressão arterial. Sem contar que também são métodos preventivos para retardar o surgimento da condição.

Tratamentos alternativos  também são uma opção, como a cannabis.

Cannabis como tratamento

Antes de falarmos sobre a utilização da cannabis como alternativa, é importante destacar que não há evidências de que a cannabis, mesmo na forma de maconha /,possa piorar os quadros de hipertensão.

Pelo menos foi o que disse um estudo publicado em 2016 no Journal of Hypertension, que não observou nenhuma associação entre a pressão alta e a utilização da maconha que prejudicasse o paciente.

Atuação do Sistema endocanabinoide na hipertensão 

Para entender como a cannabis pode auxiliar na hipertensão é importante conhecer o Sistema Endocanabinoide. Este mecanismo presente em todos os vertebrados é responsável por manter o equilíbrio de pelo menos 80% das funções do organismo.

Ele trabalha a nível celular e ajuda a restaurar a homeostase, ou seja, a regulação das substâncias do corpo. Se uma pessoa está com febre, por exemplo, ele produz os chamados canabinoides para restaurar a temperatura normal do organismo. 

Um estudo publicado na  British Pharmacological Society em 2018, mostrou que este sistema tem atuação no controle da pressão arterial também. 

A utilização da cannabis 

Até hoje a cannabis é a planta que mais  possui canabinoides, que podem agir de maneira bastante semelhante aos nossos e é utilizada como uma espécie de reforço. Por isso ela é aproveitada no tratamento de tantas doenças.

No estudo mencionado, os pesquisadores descobriram que a ativação de um receptor canabinoide, o CB1, resultou na diminuição da pressão arterial. Este receptor é um dos muitos que aceitam a cannabis como substituto.

Os resultados variaram de acordo com o tipo de hipertensão, a idade e o sexo do paciente, além do tipo de canabinoide usado. Com os canabinoides da cannabis, o  artigo mostrou efeitos terapêuticos.  

Controle na hipertensão de Idosos

Outra descoberta realizada por pesquisadores da Universidade de Ben-Gurion do Negev (BGU) e seu afiliado Soroka University Medical Center, mostra que a cannabis pode reduzir a pressão arterial em adultos mais velhos

O estudo foi o primeiro a se concentrar no efeito da cannabis na pressão arterial, frequência cardíaca e parâmetros metabólicos em adultos com 60 anos ou mais com hipertensão. 

No estudo, os pesquisadores descobriram uma redução significativa nos valores da pressão arterial sistólica e diastólica em 24 horas, com o ponto mais baixo ocorrendo 3 horas depois de ingerir a cannabis oralmente, por extração de óleo ou fumo. 

Os pacientes apresentaram redução da pressão arterial durante o dia e a noite, com alterações mais significativas à noite.

Tainara Cavalcante

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias