• 25 de junho de 2022

Estudo mostra  segurança na interação entre cannabis e opioides

 Estudo mostra  segurança na interação entre cannabis e opioides

Apesar de potencializar os efeitos analgésicos dos remédios, a cannabis não estimula o vício, o que pode ser bastante útil. 

Que a cannabis reduz o uso de opioides, é um fato. Diversos estudos já mostraram a diminuição e até a substituição dos remédios, mas será que há alguma interação entre eles? 

A planta também é conhecida por potencializar o efeito dos medicamentos, o que pode aumentar os efeitos colaterais.

No entanto, de acordo com um novo estudo feito pela Universidade do Texas, nos Estados Unidos, parece que usar as duas substâncias juntas é seguro.

Como isso foi descoberto

O grupo de pesquisa foi liderado por Lawrence Carey, PhD, pós-doutorando do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas. Eles fizeram experimentos em macacos tanto com o Canabidiol (CBD) quanto o Tetrahidrocanabinol (THC).

O THC é a principal substância que gera os efeitos alucinógenos da maconha. 

As substâncias, chamadas canabinoides, foram testadas tanto sozinhas, para entender qual a reação que cada uma causaria, quanto juntas.

Teste em macacos

Para entender a interação, os cientistas deram aos macacos duas opções de recompensas para analisar as respostas: eles poderiam escolher entre um alimento ou uma injeção de fentanil, um opioide cem vezes mais forte que a morfina. 

Então, eles testaram se o CBD, THC ou as duas substâncias afetou ou não a escolha dos macacos. 

O resultado mostrou que, através de várias dosagens dos canabinoides juntos ou separados, não aumentou e nem diminuiu as vezes em que os animais escolheram o opioide ao invés do alimento.

Resultados

Com isso, foi possível perceber que, apesar de aumentar o poder analgésico dos opioides, o acréscimo da cannabis não produziu nos macacos a sensação de recompensa relacionada ao vício.

“Isso significa que as pessoas podem usar doses mais baixas de opioides e ainda obter alívio da dor. Tomar menos medicação para a dor também pode levar a um risco reduzido de dependência química ou física de opioides”, comentou Lawrence Carey. 

Contudo, a pesquisa ainda precisa de mais investigações.

Outros estudos

A pesquisa também levou Carey a explorar outras vertentes. Como por exemplo, o uso da cannabis para auxiliar nos sinais de abstinência e recaída por uso de opioides. 

Estudo que ele passou a explorar recentemente.

“Estamos usando o que aprendemos com este estudo para determinar se essas doses – que não alteraram a escolha de recompensas por alimentos ou drogas – podem ajudar a aliviar a abstinência de opioides ou diminuir a recaída e o comportamento de busca de drogas após períodos de abstinência”.  

 

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias