• 24 de junho de 2022

Doenças podem estar relacionadas a falta de canabinóides no corpo

 Doenças podem estar relacionadas a falta de canabinóides no corpo

O equilíbrio é fundamental, e no nosso corpo não é diferente. Saiba como algumas doenças podem estar relacionadas a falta de canabinóides no corpo

Você já deve ter ouvido falar do Sistema Endocanabinóide. Se não, ele é um sistema que ajuda a regular várias funções do corpo a nível celular, como humor, fome, sono e sistema imunológico.

É através dos chamados canabinóides, produzidos pelo próprio corpo, que ajudam a gerar o equilíbrio. Se Doenças podem estar relacionadas a falta de canabinóides no corpoo corpo está produzindo muito cortisol, que causa ansiedade, eles funcionam como um sinalizador para os níveis voltarem ao normal.

Eles funcionam através de receptores, os mais conhecidos são o CB1 e o CB2 do Sistema Endocanabinóide. Eles são uma espécie de chaves, que quando encaixados, ajudam na homeostase, ou seja, regular a passagem das proteínas entre as células.canna

O CB1 age diretamente no Sistema Nervoso Central, por isso, através dos neurônios, ele ajuda a equilibrar a bioquímica do corpo. Já o CB2 age no sistema nervoso periférico.

Fizemos um artigo completo sobre este sistema.

Quando há a deficiência de endocanabinóides

Quando o corpo não possui uma quantidade suficiente de canabinóides, é chamado de Síndrome de Deficiência Endocanabinóide. 

Isso pode gerar uma série de consequências, como:

  • Enxaqueca

  • Fibromialgia

  • Síndrome do intestino irritável

e mais um grande número de condições.

O desequilíbrio pode afetar todo o organismo. Sem os canabinóides agindo nos neurotransmissores, algumas doenças podem surgir.

A enxaqueca é um exemplo. Ela pode ser causada quando há um nível elevado de serotonina. Um canabinóide chamado anandamida, ajuda a diminuir a substância, e o funcionamento volta ao normal.

Suprindo a falta de canabinóides

Por mais que o próprio corpo produza canabinóides, por muitas vezes há a necessidade de canabinóides de fora, que vão funcionar como suportes para o nosso sistema.

Eles são uma peça importante na primeira infância, por isso o leite materno, que também possui canabinóides, por exemplo, é tão importante. Pode observar que uma criança que mamou por mais tempo, fica doente com menos frequência.

Há outros alimentos que também possuem canabinóides, como chá, cacau, cenoura, mas elas estão presentes principalmente nas plantas. Como a equinácea, sálvia, linho e na cannabis.

Você deve estar se perguntando, mas por que a cannabis é a mais popular?

Foi através das investigações sobre as funções terapêuticas da cannabis que o Sistema Endocanabinóide foi descoberto. No entanto, a planta já era usada há bastante tempo para febre, disenteria e também para ajudar na digestão.

Isso porque ela possui uma quantidade enorme de canabinóides, são centenas deles descobertos até hoje. Os mais comuns são o THC e o CBD, que ajudam a tratar uma série de doenças de forma rápida. 

 

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias