• 28 de junho de 2022

Convulsão infantil: riscos e benefícios no uso de cannabis

 Convulsão infantil: riscos e benefícios no uso de cannabis

Nos últimos 4 anos mais de 100 famílias consultaram profissionais da saúde, para saber se a cannabis medicinal pode ajudar seus filhos que sofrem de convulsões.

Essas famílias querem saber o básico: os riscos, os benefícios, como funciona e como começar.

Com essa informação, facilita na hora de tomar a decisão de usar ou não esse método para melhorar a vida de seus filhos.

Quais os riscos de um teste com cannabis?

Embora a cannabis tenha um poder maravilhoso em tratamento de diversas condições, incluindo condições pediátricas, não significa que não tem desvantagens.

Os parentes devem estar preparados para lidar com algumas desvantagens do tratamento com cannabis.

1. Aumento de convulsões

Qualquer medicamento antiepilético pode causar aumento de convulsões em certas pessoas, e isso também pode acontecer com vários canabinoides (os compostos antiepiléticos encontrado na cannabis).

O aumento de atividades convulsivas ocorre em 4% a 18% dos pacientes com epilepsia que usam cannabis, e isso geralmente é identificado e corrigido de forma rápida.

Se uma criança tiver convulsões, devido o uso de canabinoides, como CBD, é provável que outros canabinoides como THC e THCA ou uma dosagem mais baixa do canabinoide anteriormente usado, possam reduzir as convulsões.

2. Interações medicamentosas

Muitos dos medicamentos antiepiléticos que a criança esta usando pode interagir com os canabinoides. Isso geralmente acontece por causa da competição por enzimas no figado. As interações mais comuns envolve o clabazam e valpróico (substâncias utilizadas em medicamentos).

3. Interrupção da terapia

Parar o uso da cannabis, principalmente se a criança responder muito bem a ela e tiver sido capaz de diminuir ou parar com o consumo de outros medicamentos anti-convulsivos, pode ter um efeito devastador.

4. Efeitos Internos

Os efeitos adversos da cannabis são leves, principalmente quando são comparados com outros medicamentos antiepiléticos. Pode diminuir o apetite, causar problemas gastrointestinal e irritabilidade com doses pequenas de CBD.

Em doses mais altas de CBD, os efeitos também causas diarreia, vômito, fadiga, febre, cansaço e dores abdominais.

Os efeitos colaterais do THC podem causar risadas excessivas, cansaço, ficar imóvel, reação lenta no ambiente que estiver e falta de equilíbrio.

Cannabis pode prejudicar no desenvolvimento?

Todas as evidências de cannabis que causou prejuízo para o desenvolvimento do cérebro humano, vem através de estudos de adolescentes que estão usando cannabis de maneira recreativa, porém, de forma abusiva.

Esses dados não se aplicam para pacientes pediátricos que usam cannabis medicinal com o objetivo de melhorar a saúde.
Apesar desses efeitos contrários serem considerados, outros medicamentos para convulsões podem causar danos.


Os canabinoides são substâncias neuroprotetoras, nosso cérebro produz seus próprios canabinoides quando é afetado, para reduzir o prejuízo e promover cura. Os canabinoides são mais seguros comparados com outros medicamentos.

Quais são os benefícios da cannabis medicinal para convulsões?

Alguns canabinoides tem propriedades anticonvulsivas e pode ser usados para reduzir convulsões frequentes, intensas e duradouras.

Em 272 pacientes com epilepsia que tiveram respostas frutantes com outros medicamentos, 86% tiveram algum benefício da cannabis e 10% se livraram das convulsões.

Apesar desses benefícios anticonvulsivos se uma prioridade, existem muitos outros benefícios que a cannabis medicinal pode oferecer para os pacientes.


Vários canabinoides contem propriedades neuroprotetoras que foram demonstradas em estudos feitos em animais. Esses compostos limitam a lesão, desenvolvem cura e um recuperação rápida.

Mesmo que os canabinoides não controlem totalmente a situação, eles vão evitar alguns danos causados pelas convulsões.

O canabinoide tetra-tetraidrocanabinol (THC) é um relaxante muscular. Este é um ótimo tratamento para muitos pacientes que também apresentam dores musculares.

Alguns canabinoides têm ótimas propriedades terapêuticas para digestão, estimulando o apetite e diminuindo a dor abdominal.

Quando são usados corretamente, os canabinoides também podem promover o sono, essencial para crianças com convulsões e suas famílias.

Como os canabinoides trabalham?

Todos nós temos um sistema endocanabinoide, um sistema fisiológico que está presente em todos em nosso corpo e é encontrado também no cérebro.

Seu trabalho é fornecer o equilíbrio e a saúde das células. Nossos corpos estão sempre produzindo endocanabinoides, moléculas que funcionam de maneira semelhante aos canabinoides encontrados na cannabis.

Quando você sofre alguma lesão, seu sistema endocanabinoide é ativado para ajudar a reduzir os danos e trazer a cura.

Como os canabinoides naturais do cérebro são produzidos para responder a convulsões, faz sentido ligar esse sistema com canabinoides vegetais para ajudar cada vez mais.

Existem muitos compostos ativos diferentes na planta da cannabis. Muitos pacientes acham que uma combinação de canabinoides funciona melhor do que compostos isolados.

Essa sinergia, geralmente chamada de “efeito de comitiva” (efeito entourage).

O ideal é consultar médicos experientes para saber melhor sobre esse tratamento alternativo, dessa forma as chances de reduzir as convulsões de maneira segura e eficaz com a cannabis podem ser excelentes.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias