• 25 de junho de 2022

Cefaleia: O que é, Tipos, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Cefaleia: O que é, Tipos, Causas, Sintomas e Tratamentos

Quem nunca sentiu aquela dor de cabeça desconfortável que muitas vezes atrapalha nas atividades diárias?Se você já passou por isso ou conhece alguém que passa por isso frequentemente, sabe que não é nada fácil. 


A Cefaleia é o termo médico utilizado para se referir ao que conhecemos como “dor de cabeça”.

Já se tornou uma condição bastante comum, capaz de atingir pacientes de todas as idades.

Ela pode surgir somente como uma simples dor de cabeça, sem a presença de nenhum outro sinal.

Mas também pode aparecer com sintomas, como pontadas fortes na região, dificuldade de se concentrar nas atividades e se for grave, pode desenvolver até mesmo uma enxaqueca.

Também pode surgir em meio ao conjunto de sintomas de outras doenças e condições médicas, servindo de alerta de que algo não está funcionando corretamente no corpo e precisa ser tratado por profissionais da saúde. 

Tipos de Cefaleia

Por incrível que pareça, ao todo existem mais de 150 tipos de dor de cabeça, as quais são classificadas de acordo com a origem da dor.

Aqui, destacados os principais tipos de cefaleia:

Cefaleia tensional: Conhecida também como cefaleia de tensão, essa dor de cabeça surge geralmente no final do dia e é resultado de um processo de tensão ou de estresse muito grande. 

Em momentos de raiva e nervosismo, podem tensionar de forma excessiva os músculos do pescoço, da nuca, da testa e da musculatura ao redor do crânio, causando em uma dor de cabeça que pode ter intensidades que vão de leve a moderada. 

Cefaleia em salvas: Costuma atingir somente um lado da cabeça e ela vem e volta ao invés de ser constante.

Surgem e desaparecem de repente e podem envolver até mesmo os olhos, causando uma queda da pálpebra ou até mesmo um olho lacrimejante. 

Cefaleia cervicogênica: Tem origem no pescoço, geralmente como resultado de um processo relacionado à coluna vertebral. É como se essa dor surgisse da nuca e fosse até a frente da
cabeça ou atrás dos olhos.

Causas da condição 

Considerando que há diversos tipos de cefaleia, podemos afirmar que não existe uma causa única para dor de cabeça. 

Cada caso é um caso. Seja ele tensional, em salva, cervicogênica ou de outra forma.

Sintomas da Cefaleia

Além da dor de cabeça, que é o sintoma clássico de cefaleia, quando uma pessoa passa por ela, também pode sentir:

  • Leve dor ou pressão na frente, topo e lateral da cabeça;
  • Dor de cabeça que ocorre no final do dia;
  • Dificuldade em adormecer e manter o sono;
  • Fadiga crônica;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Sensibilidade à luz ou ruído;
  • Dores musculares.

Além de tudo, ela pode ser episódica (menos de 15 dias por mês) ou crônica (mais de 15 dias por mês). 

Pode também variar em intensidade ao longo do dia, mas a dor quase sempre está presente.

Cefaleia x Enxaqueca

Muitas pessoas confundem as dores de cabeça (cefaleia) com enxaquecas. 

Contudo, se você tem cefaleia frequentemente, as chances de sofrer com enxaqueca são maiores. 

Mas ao contrário de algumas formas de enxaqueca, a cefaléia normalmente não está associada a distúrbios visuais, náuseas ou vômitos.


Diferente da cefaleia, a enxaqueca é uma dor de cabeça crônica, muito mais intensa, que geralmente começa com uma dor latejante em um dos lados e aumenta sua intensidade. 

Além da dor, você pode sentir fotofobia (aversão à luz) e fonofobia (aversão ao som). Em alguns casos, ficar com a visão turva ou enxergar pontos luminosos. Isso pode indicar uma crise, que pode provocar náuseas e vômitos.

Muitas vezes a enxaqueca é causada por alguns fatores como: alterações hormonais, fazer refeições fora do horário normal, tomar muito café ou praticar muita atividade física. 

Mas para algumas pessoas, alguns tipos de alimentos, como queijos, chocolate, frutas cítricas, adoçante, alimentos gelados ou gordurosos também podem causar crises de enxaqueca.

Tratamento para Cefaleia

O tratamento basicamente vai depender diretamente do tipo de cefaleia que a pessoa possui. 

Em diversos casos, como os da cefaléia de tensão, o paciente precisa remediar aquilo que está servindo como gatilho para a dor, para evitar ter dores de cabeça.

Medicamentos também podem auxiliar a diminuir a dor da cefaleia, que deve ser consumido  de acordo com o tipo de dor de cabeça, além de tratamentos que a podem eliminar por completo. 

Há quadros em que a cefaleia não tem cura, principalmente quando chega no nivel de enxaqueca, por exemplo. Mas a boa notícia é que os tratamentos têm evoluído bastante. 

Atualmente, há medicações modernas que reduzem o número de crises. Além do tratamento medicamentoso, é importante ter disciplina para mudar os hábitos desencadeadores do problema (dormir pouco, ingerir determinados alimentos ou bebida alcoólica, por exemplo). 

De qualquer forma, para encontrar a melhor forma de tratar a cefaleia é preciso consultar um médico neurologista.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias