• 28 de junho de 2022

CBL: O que é, Benefícios e Efeitos

 CBL: O que é, Benefícios e Efeitos

Como uma erva bem conhecida e com uma infinidade de propósitos e usos, a cannabis está se tornando cada vez mais popular no mundo medicinal.

Usada para aliviar a dor, tratamento de doenças e até aliviar os efeitos de condições debilitantes e prejudiciais, a cannabis pode ser explorada de várias formas, como o THC, que pode tratar a dor, ajudar no sono e aliviar o sofrimento, ou o CBD que pode tratar uma variedade de condições psicológicas e distúrbios motores como a doença de Parkinson e condições como o câncer e lúpus.

Esses compostos encontrados na cannabis são conhecidos como canabinoides ou como compostos da planta cannabis e são eles que fornecem benefícios à saúde.

Mas o CBD e o THC, não são os únicos, você pode encontrar uma lista de 66 deles, e um dos menos estudados que também poder ser importante, chamado de cannabiciclol (CBL).

O que é o CBL ? 

A cannabis estudada contém 480 componentes naturais e mais que 100 compostos ativos, incluindo os mais conhecidos, THC e CBD. Os cannabinoides podem ser encontrados em folhas, sementes, flores e resinas da planta cannabis.

Existem diferentes técnicas de melhoramento, extração e síntese que podem afetar a potência, propriedades e efeitos dos compostos cultivados e refinados para o uso. Enquanto o THC e CBD tem sido muito estudado, experimentado e refinado com doses específicas e usos medicinais, o CBL é uma história diferente.

Normalmente encontrado em plantas antigas e armazenamentos de cannabis, o canabiciclol também é um fitocanabinoide. Ao contrato de seus compostos companheiros, no entanto, essa descoberta é recente.

Você vai encontrar o CBL na cannabis em quantidades muito menores do que em outros canabinoides. Uma vez que surge em pequenas quantidades, os cientistas têm dificuldade em estudá-lo por completo. Por esse motivo, sabemos pouco sobre as propriedades, efeitos físicos e poder medicinal do cannabiciclol.

O que os canabinoides fazem?

Semelhante aos opiáceos (substâncias derivadas do ópio) em efeitos físicos, os canabinoides interagem com o corpo humano, afetando os receptores canabinoides, chamados de CB1 e CB2. Estes por sua vez reagem junto aos endocanabinoides (produzirdos pelo próprio corpo), como uma assistência de substâncias específicas naturais, que se conectam aos receptores, formando o sistema canabinoide endógeno.

Os efeitos físicos dos canabinoides dependem das áreas do cérebro e dos receptores com o quais os compostos interagem quando eles entram no organismo. Todos os canabinoides encontrados têm diferentes propriedades e efeitos sobre o corpo humano, mas todos têm algo em comum. Eles afetam as percepções de dores e a interação com o sistema límbico, que está relacionado a cognição, a memória, ações psicomotoras e a vista mesolímbica, relacionada a sentimentos e reações gratificantes.

Os canabinoides podem desencadear os receptores que produzem substâncias naturais como serotonina, anandamida, adenosina e vanilóide, responsáveis por regular o aspecto comportamental e funcional como seu ciclo de sono, receptores de dor, humores e sensores de prazer. Como resultado, estes compostos podem ser extremamente positivos em seus físicos, especialmente em pacientes que sofrem com vários graus de dor ou debilitações.

Os tipos de cannabinoides diferem sobre as propriedades e seus efeitos, e a diferença mais importante é a extensão de suas atividades fisiológicas.

Embora alguns dos compostos tenham  um forte efeito psicoativo em diferentes graus de potência, como o THC, CBD e CBHL, outros como CBC, CBD e CBG são de classes diferentes e não produzem tais efeitos, e também possuem outras propriedades físicas como a capacidade de diminuir a ansiedade, por exemplo.

Como ocorre em pequenas doses e tem sido difícil para estudar, os cientistas atualmente não conhecem o escopo das propriedades do cannabiciclol ou como esses efeitos afetam o corpo humano ao interagir com os receptores. Mas esperamos novas descobertas sobre seus potenciais no futuro.

Propriedades do CBL

Os cientistas descobriram o composto pela primeira vez em 1964, no entanto, poucas pesquisas foram realizadas até o momento. A maioria dos estudos existentes examinam o CBL biossíntese (fenômeno em que são produzidos compostos químicos complexos, como proteínas e ácidos nucleicos) e a estrutura da molécula CBL.

O canabiciclol é criado através da degradação de outros compostos de cannabis. Quando o canabinoide canabicromene (CBC) é muito exposto à luz, por exemplo, ele se transforma em CBL. A cannabis geralmente tem mais CBC do que CBL. No entanto, ambos, aparecem em quantidades muito menores do que o THC ou o CBD, 

Vai sempre depender da idade da planta. A medida que a cannabis envelhece, temos menos THC e CBD e mais CBC e CBL.

O que torna o CBL diferente de outros canabinoides.

O canabiciclol tem a forma molecular C21H30O2. Muitos outros canabinoides como o CBD e THC, têm fórmulas semelhantes. O que torna o CBL único é o arranjo dos seus átomos e o fato de não ter ligações duplas. Essas ligações no canabinoide THC, por exemplo,  dão ao composto seus efeitos cerebrais. Como o CBL não tem essas ligações, ele não causa efeitos intoxicantes.

Os benefícios medicinais do CBL

As pequenas quantidades em que o CBL aparece na cannabis tem severamente limitado os estudos dos pesquisadores, então não sabemos muito sobre seus benefícios medicinais.

Quando foi testado em conjunto com outros canabinoides para medir o potencial de reduzir a produção de prostaglandinas (são sinais químicos celulares lipídicos similares a hormônios), teve pouco ou nenhum impacto.

As Prostaglandinas controlam as contrações musculares, por isso, parece poder ajudar com esses sintomas.

São necessários mais estudos sobre esse composto e seus benefícios. Contudo, já sabemos que o canabiciclol não é intoxicante

Questões de saúde tratáveis com o CBL

Pela falta de literatura científica sobre o CBL, realmente não sabemos quais problemas de saúde poderiam aliviar. Até agora, os resultados indicam pequenos efeitos, mas essas possibilidades já tem sido explorada. Também sabemos que o CBL não causa nenhum efeito prejudicial, e estamos otimistas com o seu futuro, refinamento e dosagens revelam seus potenciais positivos das propriedades e também suas interações com outros canabinoides.

Potenciais usos do CBL

Embora ainda não conhecemos todos os efeitos do CBL, mas somente alguns, podemos inferir possíveis propriedades com base no que sabemos sobre outros canabinoides como o THC e o CBD. Pelo fato do CBL não ser intoxicante, é possível que tenha mais semelhanças com o CBD do que o THC. Dependendo das propriedades e efeitos sobre os receptores humanos, há a possibilidade de o CBL poder compartilhar alguns ou muitos dos usos de outros compostos da cannabis.

Embora sejam comprovadas ou dispensadas no futuro conforme as pesquisas crescem, aqui estão as possíveis habilidades do CBL como um canabinoiode, com base nos efeitos de outros compostos da cannabis.

Estimulação do apetite: outras cepas de cannabis são mais conhecidas por sua capacidade de estimular sensores de fome e aumentar o apetite. Para os pacientes que sofrem com perda de peso incontrolável devido à quimioterapia ou outras doenças debilidades, o apetite estimulado pode ser benéfico e dar uma mãozinha na recuperação, melhorar o estilo de vida e até mesmo como sobrevivência.

Ajuda no sono: Sabe-se que o THC e o CBD são conhecidos pelos seus efeitos notáveis no ciclo do sono, causando sentimentos intensos de sonolência. Para pacientes que sofrem com dor, ansiedade ou qualquer condição debilitante, a cannabis pode ajudar a causar sentimentos relaxantes e promover uma quantidade maior e mais saudável de sono. Pesquisas irão algum dia dizer se o CBL contém propriedades semelhantes a essas.

Alívio na dor: O THC e CBD são conhecidos pelos seus efeitos positivos em aliviar de dores intensas, acalmando a inflamação e nervos danificados. Para pacientes que sofrem com condições médicas como o câncer, dor crônica, nervos inflamados ou outros problemas dolorosos, as cepas da cannabis pode reduzir os níveis dessas dores, aliviar o sofrimento e ajudar a melhorar a qualidade de vida.

Redução da ansiedade: canabinoides como o CBD e THC ajudam a aumentaras as substâncias quimicas naturais do cérebro e agem como endocanabinoides para regular e reduzir o estresse e melhorar as funções do cérebro. Em geral, podem aliviar as tensões mentais e condições psicológicas como ansiedade e depressão. .

Prevenção de toxinas: outros compostos de cannabis podem remover toxinas prejudiciais e proteínas danificadas como amiloides (fibras proteicas que prejudicam os órgãos), impedindo, o acúmulo de placa e removendo o risco do desenvolvimento de doenças mentais como Alzheimer. O THC, em particular, ajuda a aumentar a comunicação entre as células cerebrais, talvez o CBL tenha essas mesmas propriedades.

Habilidade anti-inflamatória: A introdução de certos canabinoides como o THC e CBD no corpo, tem efeitos no sistema imunológico central, incluindo a interrupção de certos aspectos na expressão genética e a composição de proteínas específicas. Os resultados são fortes capacidades anti-inflamatórias que podem combater as doenças genéticas e ajudar a prevenir ou tratar doenças auto-imunes como o lúpus.

Humor e impulso mental: ao ativar certos receptores no cérebro e no corpo e afetar a produção de químicos como serotonina e endocanabinoides, os compostos da cannabis podem positivamente aumentar o humor e funções mentais nos pacientes. Isso poder ser crucial na ajuda àqueles que sofrem de condições como transtorno obsessivo-compulsividade, ansiedade, depressão, e outras doenças psicológicas.

Habilidades anti-convulsivas: O CBD pode ser extremamente útil para pacientes que sofrem com convulsões, epilepsia e outros condições que causam as crises, geralmente diminuindo a frequência. Compartilhando algumas semelhanças com o CBD, o CBL também pode ter o potencial de evitar convulsões em pessoas que sofrem com condições persistentes.

Tratamento do câncer: uma das propriedades mais presente dos compostos de cannabis é seu potencial para tratar o crescimento de tumores, previne o desenvolvimento do câncer por entrar nas células cancerígenas e forçar elas a cometer suicídio, elimina as células não saudáveis do corpo, mantendo somente as células saudáveis.

Como você pode ver, a cannabis tem muitos compostos que podem ajudar você a aprender mais sobre a maneira que ela afeta nosso corpo e o seu poder benéfico no meio medicinal. Apesar das propriedades e os possíveis usos do CBL ainda é preciso de mais pesquisas para o seu uso médico efetivo. Esperamos que se torne útil e com muitos benefícios medicinais, e cresça em meio a educação sobre a planta cannabis.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias