• 8 de maio de 2021

CBG: O que é, Benefícios e Efeitos

 CBG: O que é, Benefícios e Efeitos

Até agora, muitas pessoas familiarizadas com a cannabis já ouviu falar sobre o THC e CBD e seus efeitos, mas você sabia que existem muitos outros compostos semelhantes na cannabis? Um canabinoide menos conhecido chamado de cannabigerol (CBG) é um deles, embora não esteja presente em grandes quantidades na maioria das cepas, vale a pena entender os seus benefícios.

As plantas cannabis produzem ácido canabigerólico (CBGA), o precursor das três linhas principais de canabinóides:

  • Ácido tetra-hidrocanabinólico (THCA)
  • Ácido cannabidiólico (CBDA)
  • Ácido cannabicromênico (CBCA)

As enzimas específicas da planta quebram o CBGA e o direciona para uma das três linhas citadas acima. Os ácidos são expostos à luz ultravioleta ou calor, e se tornam os canabinóides que conhecemos: THC e CBD.

Na maioria das cepas o CBG é transformado em THCA ou CBDA. Dessa forma em quanto tiver mais THC menos terá CBG e CBD (e vice e versa).

Por estar presente em níveis baixos, (geralmente menos que 1%) na maioria das cepas da cannabis, o CBG é considerado um dos menores canabinóides. Para que haja níveis mais altos de CBG, os criadores estão experimentando manipulação genética e o cruzamento das plantas. Os cientistas também podem extrair grandes quantidades desse canabinoide das plantas, identificando o tempo ideal de extração, geralmente dentro de 6 a 8 semanas no ciclo de floração.

Quais os benefícios e efeitos de CBG?

O corpo humano contém o sistema endocanabinóide (SEC), que trabalha para manter o controle da homeostase (equilíbrio do organismo). Apesar de existir detalhes específicos sobre como os canabinóides funcionam, em geral, o sistema endocanabinóide desempenha diferentes funções para cada área do corpo. Por exemplo, em locais que há ferimentos, o SEC pode ajudar a regular as células imunológicas para limitar a inflamação.


O CBG pode ajudar em muitos problemas no sistema fisiológico, e promete muitos resultados em meio ao uso medicinal da cannabis, dentre eles:

  • Os receptores endocanabinóicos estão presentes nas estruturas oculares, o que faz muitos acreditarem que o CBG pode ser eficaz no tratamento de glaucoma, pois reduz a pressão intraocular, porém, estudos ainda estão feitos para comprovar sua eficácia.

  • Em alguns experimentos com camundongos, o CBG conseguiu diminuir as inflamações intestinais.

  • Em um experimento feito em 2015 em camundongos com doença de Huntington, causada pela degeneração das células nervosas do cérebro, o CBG mostrou que pode proteger os neurônios.

  • O CBG poder ser uma grande promessa em combates contra o câncer, bloqueando os receptores que causam o crescimento de células cancerígenas.

  • Em um estudo recente, cinco canabinóides foram analisados para saber como reagem nas contrações da bexiga, e o CBG foi o melhor na inibição de problemas musculares, por esse motivo pode ser uma grande ferramenta no futuro para prevenção de distúrbios da disfunção da bexiga.

Os cientistas estão animados com os resultados iniciais do CBG e pretendem fazer futuras pesquisas com esse canabinoide isolado e em conjunto com outros canabinóides que podem tratar inúmeras doenças.

Por não ser psicotrópico, o CBG tem uma promessa de grande alcance de poderes em aplicação, não somente para os problemas mencionados acima, mas também como analgésico e tratamento para psoríase (doença na pele que causa manchas secas e coceira).

Referências:

Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias