Casamento canábico? Tendência cresce nos EUA e cria um novo segmento - Cannalize
Casamento canábico? Tendência cresce nos EUA e cria um novo segmento

Casamento canábico? Tendência cresce nos EUA e cria um novo segmento

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Quando amigos e parentes são convidados para um casamento, eles podem ficar entusiasmados com o open bar, mas alguns casais estão optando por uma maneira não tradicional de comemorar – com maconha.

Foto: Danielle Lirette

Traduzido do portal Abc Action News

Embora a presença da maconha em casamentos não seja exatamente nova em países mais liberais, essa abertura significa que a participação dessa substância nas celebrações não é mais como costumava ser.

Os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA estimam que aproximadamente 49,6 milhões de pessoas com 12 anos ou mais nos Estados Unidos usaram cannabis nos últimos 12 meses.

Globalmente, as vendas de cannabis em 2021 foram estimadas em cerca de US$ 28 bilhões, com vendas projetadas para atingir US$ 35 bilhões este ano, de acordo com pesquisa da BDSA, uma empresa de dados sobre cannabis.

Os dados nos mostram que o uso primário de cannabis nos EUA continua sendo recreativo para 89,5% dos usuários adultos. Cerca de 10,5% relatam usá-lo apenas para tratamento médico e 36,1% relatam uma combinação de fins médicos e recreativos.

Por outro lado, enquanto a legalização continua em todo o país, alguns casais estão dizendo “sim” enquanto se cercam de amigos, familiares e maconha.

Onde os casamentos de ervas estão acontecendo

Noivas e noivos provavelmente usam maconha em casamentos desde que as cerimônias existem. Porém, antes da legalização, o uso da substância tinha que ser mais sigiloso, sem padrões de higiene e hospitalidade.

Isso criou uma oportunidade para os profissionais que poderiam entrar e servir maconha aos hóspedes de maneira segura e agradável.

Casamentos favoráveis ​​à maconha são legais apenas em estados onde o uso recreativo já é permitido. Atualmente, são 21 estados, incluindo Colorado, Oregon, Califórnia, Nova York e Illinois. Washington, DC e Guam também o legalizaram.

Etiqueta de casamento canábico

Como acontece com todas as drogas regulamentadas, realizar um casamento de cannabis significa cumprir várias regras. Para começar, supondo que você esteja cumprindo as leis estaduais, o uso recreativo é válido apenas para adultos com mais de 21 anos.

A etiqueta adequada exige transparência. Tanto os fornecedores quanto os convidados devem receber aviso prévio.

Amy Shack Egan, fundadora principal da empresa de planejamento de casamentos Modern Rebel, disse ao New York Times que é melhor tratar a cannabis como se fosse álcool ou alergias alimentares graves.

Ou seja, devem ser implementadas salvaguardas para garantir que as crianças não possam acessá-la e que os convidados que optem por não participar não acabem consumindo acidentalmente.

É fundamental que todos estejam cientes com antecedência do tipo de evento para o qual estão sendo convidados.

“Minhas maiores recomendações são por meio do site do casamento, dos convites e de um e-mail para todos os convidados antes do evento”, disse Egan ao Times. “As pessoas têm muitos sentimentos em relação à cannabis e é melhor ser franco para que não haja surpresas.”

Ela também recomenda reduzir o serviço de bebidas alcoólicas e garantir que lanches noturnos estejam disponíveis para quando a fome chegar.

Como organizar casamentos com cannabis

Se o uso de maconha for legal, os serviços de cannabis podem ser integrados aos casamentos canábicos de várias maneiras diferentes e personalizadas, como fornecer aos hóspedes produtos para consumir ou oferecer opções de alimentos e bebidas com infusão de CBD (canabidiol).

Por exemplo, você pode incluir “charutos” com cepas de cannabis personalizadas. Isso é semelhante a um casamento em que são criados drinks em homenagem aos noivos.

Você também pode construir seu casamento em torno de um tema de cannabis. Considere bebidas, comida, decoração, vestimenta e muito mais.

Consumir Cannabis na comida ou no lugar do álcool

Embora o álcool seja tradicionalmente servido em casamentos, nem todo mundo bebe muito. As bebidas com infusão de THC (tetrahidrocanabinol) ou CBD oferecem uma alternativa ao vinho e ao champanhe para os convidados curiosos sobre a cannabis.

“As pessoas têm se voltado cada vez mais para a cannabis para relaxar e aliviar a ansiedade, e a cannabis em qualquer forma de produto tornou-se uma alternativa popular ao álcool”, diz Stacia Woodcock, gerente de dispensário da Curaleaf, em entrevista ao veículo Brides .

Ele também acrescenta que as bebidas são o segmento de crescimento mais rápido na indústria da cannabis, pois oferecem uma alternativa social semelhante ao álcool.

Considere um Budtender no seu casório

Os casais têm a oportunidade de montar um bar adicional em seu casamento que distribui maconha aos convidados por meio de um budtender disponível para orientação.

Andrew Mieure, CEO da empresa de experiências com cannabis Top Shelf Budtending, afirma que pode ser mais barato que o álcool.

“Você provavelmente está olhando, eu diria, metade e às vezes um quarto do custo do que seria ter um bar totalmente abastecido”, disse ele a Delish .

Alguns casais podem optar por ter uma ala de cannabis como alternativa a um espaço tradicional, enquanto outros podem reduzir as ofertas alcoólicas disponíveis. Ao contrário da maioria dos bares abertos, a cannabis é microdosada e monitorada. Combinar cannabis e álcool não é seguro para todos.

Os alimentos que incluem a erva também podem ser uma opção apresentada no menu. Os fornecedores de cannabis podem oferecer opções de comida e bebida com preparações criativas que são perfeitas para qualquer estilo de casamento.

Esses fornecedores de alimentos podem criar refeições com vários pratos para os hóspedes, incluindo sobremesas.

Em casamentos de maconha, a noiva e o noivo são responsáveis ​​por garantir a maconha. Depois disso, os fornecedores de cannabis ou budtenders podem assumir, fazendo de tudo, desde entradas até refeições.

Os fornecedores de cannabis trabalham duro para garantir um ambiente seguro para todos, desde iniciantes até usuários experientes.

Leia também:  O que é um Budtender?

Incorporando maconha na decoração do casamento

Enquanto alguns casais querem causar um grande impacto com a decoração com tema de maconha, outros preferem uma abordagem mais elegante e sutil.

Assim como você faria com qualquer tema de decoração de casamento, os casais podem decidir o que incorporar em centros de mesa, roupas, arranjos florais, lembrancinhas e comida.

A diversão não precisa parar após a última dança. Os arranjos florais de cannabis podem ser levados para casa e consumidos dias depois – ou na lua de mel, desde que as fronteiras estaduais não sejam cruzadas

Outras maneiras de incorporar maconha em casamentos

Acontece que existem maneiras ilimitadas de incorporar maconha em casamentos, de boutonnieres para fumar a peças centrais de bong.

Isso pode significar começar as festividades com um brinde de maconha em vez de uma taça de champanhe. Ou pode vir na forma de presentear os convidados com pequenas sacolas de produtos de cannabis para consumir à vontade durante o fim de semana.

Você pode até comprar lenços de bolso com tema de cannabis e abotoaduras de cânhamo para a festa do noivo e acessórios – como um lindo pente de casamento de cannabis floral – para as damas de honra.

Ou então, incorpore o consumo criativo de cannabis em suas opções de transporte. Leve os convidados em carros sofisticados com lanches saborosos para dispensários como parte do itinerário de atividades do casamento ou adicione elementos de cannabis a despedidas de solteiro e solteira, jantares de ensaio e muito mais.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas