• 28 de junho de 2022

Cannabis pode reduzir o uso ilícito de opioides?

 Cannabis pode reduzir o uso ilícito de opioides?

Essa questão tem sido levantada com frequência em um estudo recém-publicado em uma edição da PLOS Medicine (revista científica), focada no uso de substâncias, uso indevido e dependência.Para pesquisadores médicos, cuidadores e pacientes, existe uma urgência na necessidade de uma alternativa aos analgésicos opioides.

As mortes relacionadas aos opioides continuam aumentando nos Estados Unidos e no Canadá, devido surgimento de opioides sintéticos como o fentanil (medicação para a dor) e uma tendência de sobre-prescrição de opioides farmacêuticos.

E a importância da cannabis na redução da dependência e abuso de opioides ainda é pouco compreendida.

Mas o novo estudo da PLOS Medicine, “Frequência de cannabis e uso ilícito de opioides entre pessoas que usam drogas e relatam dor crônica”, fornece uma perspectiva diferente sobre a situação, pesquisando dados em nível individual, algo que muitos estudos atuais infelizmente não tem feito.

Os pesquisadores procuraram investigar associações entre a frequência com que as pessoas com dor crônica consomem cannabis e a frequência com que recorrem a opioides ilícitos.

E o que eles descobriram pode mudar dramaticamente a maneira como lidamos com a cannabis e a epidemia de opioides .

O Uso diário de cannabis pode reduzir as chances de uso diário ilícito de opioides

Os médicos que prescrevem analgésicos opioides em excesso, sem dúvidas se tornaram um fator que contribui para a epidemia de opioides .

Mas as pessoas que sofrem de dor crônica que não têm acesso adequado ao sistema de saúde?

Para esses grupos, a dor subtratada ou não tratada pode promover um risco maior de uso e abuso de substâncias, incluindo o uso de opioides ilícitos como heroína ou fentanil e medicamentos farmacêuticos falsificados.

No entanto, pessoas sem acesso ao sistema de saúde também podem recorrer ao uso da cannabis como estratégia para o controla das dores.

Existem pesquisas que já apoiam o uso da cannabis como um possível substituto dos opioides e os estudos que identificaram como os medicamentos à base de cannabis podem tratar a dor crônica, além do simples fato de que a cannabis não representa um risco fatal de overdose, essa estratégia é mais segura e a maneira mais desejável de controlar a dor não tratada ou subtratada.

De fato, vários estudos mostram como estados que fornecem acesso à cannabis legal estão percebendo reduções no nível da população no uso desses compostos químicos , dependência, abuso e overdoses fatais.

Ao mesmo tempo, um estudo recente bateu de frente com essa realidade, sugerindo que, para pacientes com prescrições de opioides a longo prazo, o uso de cannabis não produz reduções significativas nas prescrições ou doses de opioides .

Para ajudar a entender essas descobertas divergentes, os pesquisadores analisaram dados de nível individual para analisar como o uso de cannabis está relacionado especificamente ao uso ilícito de compostos químicos.

Um estudo mostra como a cannabis pode substituir e reduzir o uso de opioides

De acordo com o novo estudo, as pessoas que usavam cannabis diariamente tinham 50% menos probabilidade de usar medicamentos ilícitos todos os dias.

Além disso, as pessoas com dor crônica que apenas usavam cannabis ocasionalmente não eram mais ou menos propensas a usar opioides ilícitos do que os pacientes que não usavam cannabis.

O estudo também diz que os usuários diários de cannabis eram mais propensos do que os ocasionais a relatar benefícios terapêuticos ao consumir cannabis.

Usando métodos estatísticos que ajustaram fatores relacionados à saúde, os pesquisadores descobriram que o uso diário de cannabis estava associado a uma chance 50% menor de uso diário ilícito de opioides.


As descobertas dos pesquisadores são muito importantes

Primeiro, eles sugerem que o aumento da disponibilidade da cannabis legal está beneficiando as pessoas com dor crônica que estão recorrendo ao seu uso para aliviar a dor ou também para reduzir o uso de compostos químicos.

Segundo, defendem às alegações de que a maconha pode servir como um substituto para o uso ilícito de opioides e como um tratamento complementar para reduzir o uso de compostos químicos prescritos.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias