• 16 de agosto de 2022

Cannabis pode reduzir dores de pacientes com câncer, diz estudo

 Cannabis pode reduzir dores de pacientes com câncer, diz estudo

Pesquisadores de Israel descobriram que o uso medicinal da cannabis pode reduzir a dor de pacientes com câncer, além de diminuir a necessidade do uso de analgésicos. 

Um estudo divulgado na semana passada mostrou que pacientes com câncer que usaram cannabis para fins medicinais relataram menos dores além da diminuição do uso de opioides. 

A pesquisa também descobriu que a planta foi bem tolerada pelo organismo dos pacientes e reduziu outros sintomas relacionados ao câncer, de acordo com um relatório sobre o estudo da Neuroscience News

Muito caminho pela frente 

“Os resultados do estudo sugerem que o tratamento com cannabis é mais seguro para pacientes oncológicos e pode potencialmente reduzir a quantidade de sintomas associados à doença”, escreveram os autores em um resumo do estudo.

O estudo foi conduzido por uma equipe de pesquisadores israelenses, que observou que o uso da cannabis para fins medicinais por pacientes com câncer está aumentando.

No entanto, há uma falta de ensaios clínicos para avaliar a segurança e eficácia da planta para pacientes em tratamento de câncer. 

Tratamento mais seguro

“Tradicionalmente, a dor relacionada ao câncer é tratada principalmente com analgésicos opioides, mas a maioria dos oncologistas considera o tratamento perigoso; então, terapias alternativas são necessárias”, explicou o pesquisador David Meiri, professor assistente do Technion Israel Institute of Technology e um dos autores do estudo. 

Ele completou dizendo que o estudo é o primeiro a avaliar os possíveis benefícios da cannabis para a dor relacionada ao câncer em pacientes oncológicos – coletando informações desde o início do tratamento e com longos acompanhamentos. 

Pedido dos pacientes

O coautor do estudo, Gil Bar-Sela, professor associado do Ha´Emek Medical Center Afula, disse que muitos pacientes com câncer expressaram o desejo de alternativas aos opioides, que apresentam alto risco de dependência.  

O feedback dos pacientes inspirou a equipe de pesquisadores a investigar os benefícios da cannabis para fins medicinais. 

“Encontramos vários pacientes com câncer que nos perguntaram se o tratamento com cannabis poderia beneficiar sua saúde”, disse Bar-Sela. 

Pesquisa

Para completar o estudo, os pesquisadores recrutaram oncologistas certificados para emitir licenças para o uso medicinal da cannabis para seus pacientes. Os médicos encaminharam os interessados no estudo para os pesquisadores. 

Os profissionais de saúde também ajudaram a relatar as características de cada caso. 

Os pacientes preencheram questionários anônimos antes de iniciar o tratamento — e durante os outros seis meses de pesquisa também. 

A pesquisa reuniu dados sobre vários fatores, incluindo medidas de dor, consumo de analgésicos, intensidade dos sintomas, problemas sexuais e efeitos colaterais.

Arthur Pomares

Jornalista e produtor de conteúdo da Cannalize. Apaixonado por café, futebol e boa música. Axé.

Mais Notícias