• 27 de junho de 2022

Cannabis pode ajudar no tratamento de esquizofrenia?

 Cannabis pode ajudar no tratamento de esquizofrenia?

Cerca de 1,1% da população mundial é diagnosticada com esquizofrenia. De acordo com a Aliança da Esquizofrenia e Distúrbios Relacionados da América, a esquizofrenia é uma das principais causas de incapacidade nos Estados Unidos, afetando 3,5 milhões de pessoas.

A condição de Saúde Mental pode apagar as memórias das pessoas durante os seus dias, passados e até sua realidade. Estudos afirmam que a pessoa deve ter pelo menos dois dos seguintes sintomas para ser diagnosticada com esquizofrenia.

  • Delírios
  • Alucinações
  • Discurso desorganizado
  • Transtorno de comportamento
  • Sintomas Negativos


O uso da Cannabis tende a ser um tópico debatido quando se trata de saúde mental. Isto esta particularmente ligado a esquizofrenia.

Alguns acreditam que a Cannabis pode levar ao aumento da psicose, um sintoma comum na esquizofrenia. Enquanto isso, outros acreditam que ainda não seja esse o caso.

O que dizem os profissionais da saúde e quais as controvérsias?

Dr.Alex Dimitriu é certificado em psiquiatria e medicina do sono e fundador da menlo park psychiatry & sleed medicine. Em uma entrevista a High Times, Dr. Dimitriu explicou quais os efeitos de psicoses que são causados em uma pessoa.

”Psicoses é definia como falsas crenças, como ver ou ouvir coisas que não são reais. Em um estado de psicose, as pessoas podem parecer desorganizadas, confusas, paranóicas.”

Ele também diz que o THC é um alucinógeno leve, que pode levar a esquizofrenia a curto prazo, mas não dever ser duradouro.

”Acredite ou não, muitos usuários de cannabis experimentou os efeitos psicóticos da planta. Geralmente, isso é visto como paranoia, pensamentos como — ” Tem pessoa me vigiando? ” ou ” vou ter problemas com as autoridades? ” ou ” Acho que estou tendo um ataque de panico e talvez deva ir ao pronto-socorro?.”

Dr. Army Baxter, SEO da Pain Care Labs, pensa diferente sobre o uso de cannabis e seu poder em afetar as pessoas.

Ela escreveu que, embora a cannabis pode ser útil em diversas condições desde o câncer ao TEPT, os receptores de dor da dopamina, podem levar a mania e à psicose quando superestimulados.

“De fato de 10 a 15% das pessoas tem paranoias e alucinações. Com certa origem genética, mesmo um único uso de cannabis pode leva a 10 vezes mais ao risco de esquizofrenia ao longo da vida.” Disse a Dr.Baxter.

Dr. Jordan Tishler é graduado em Harvard e Medico com sua própria prática, pesquisador e trabalha com CannabisMD.

Ele notou que o uso de cannabis é geralmente usada em taxa mais alta por pessoas com esquizofrenia e outros distúrbios psicóticos.

”Não esta totalmente clara, se esse problema de saúde é causado pelo uso da cannabis ou se esses problemas levam ao usa da cannabis. Obviamente, essas situações são muito diferentes. Estudos que tentam resolver isso são muito variados, alguns mostram a causa, outros não.”

Existem casos reais?

O Dr.Dimitriu lembrou de um paciente que tinha 20 anos e sofria de esquizofrenia, ele não ia para a escola e dormia no chão para evitar as ondas eletromagnéticas.

Ele também observou um paciente de 50 anos que começou a ouvir vocês. D.Tishler também citou um exemplo.

Nesse caso uma paciente de 65 anos sofria de severa e constante dor física e sem resposta pela medicina tradicional.

A paciente também sofria desde os 40 anos de problemas mentais. Ele explicou como chegaram a um tratamento adequado usando cannabis.

“Sinceramente, evitaríamos o uso de cannabis para ela, mas sua dor era debilitante, sem respostas do tratamento anterior e tinha psicoses agudas durante muito tempo. Nesse caso, pude elaborar um plano cuidadoso com uma equipe de saúde mental para monitora-la diariamente. (como eles já estavam fazendo) de modo que se cannabis piorasse a situação, saberíamos rapidamente.”

Ele disse que “perdeu o sono por causa do caso dela ”, mas funcionou. Ele falou sobre casos adversos. ”Tive casos onde, apesar das considerações, eles tiveram um desempenho ruim que foi percebido rapidamente.”

Com resultados variados. Dr.Tishler considerou que cannabis poderia ser a causa das psicoses ou aumentava a doença.

Portanto, é aconselhável evitar o uso de cannabis se há algum sinal desses sintomas. O Dr. Dimitriu explica sobre outras substâncias que pessoas com esquizofrenia e outras condições podem querer evitar.

“O problema, é claro, é que é difícil prever essa doença antes do surgimento. Como essas doenças tendem a ocorrer no final da adolescência e no incio da juventude, isso nos leva mais ainda a sugerir que essas pessoas evitem o uso de cannabis.”

Outros médicos concordam. Dr. Baxter declarou que o uso e cannabis para condições e saúde mental como essa, é extremamente arriscado.

”Certamente, a verdade superior, se a anfetamina como adderal ou methyphenidate. Ritalina, até cafeína e bebidas energéticas – esses remédios podem aumentar os níveis de dopamina que podem piorar a agitação e os sintomas de psicoses. Psicodelicos clássicos devem ser definitivamente evitados. Como LSD, Psilocibina (cogumelos mágicos), DMT e assim adiante.”

A Cannabis poderia ajudar de alguma forma?

Dr. Bill Code é uma especialista em cannabis sobre doenças mentais, incluindo a esquizofrenia. Seu livro, Solving the Brain Puzzle (Solucionando o quebra cabeça cerebral), aborda o uso de cannabis.

Ele diz que o CBD levou a ” benefícios consideráveis” em paciente com psicoses e esquizofrenia. Ele tomou a decisão depois de ler um estudo francês sobre a alta potência do CBD e equivalência para os anti-psicoativos modernos ” sem os efeitos colaterais graves”

Dr. Dimitriu explicou sobre o porque o CBD pode ser um anti psicoativo eficiente.

” O CBD demonstrou inúmeros benefícios medicinais ” como redutor na dor, anti convulsivo, indutor do sono e diminuidor de níveis de ansiedade ”, disse ele, lembrando que mais estudos são necessários”

Por fim, a escolha recai sobre o paciente, desde que ele tenha uma boa mente para decidir por si.

Essa nem sempre é uma decisão fácil. Um planejamento e monitoramento cuidadoso é essencial para ser capaz de evitar problemas ou resolve-los rapidamente se eles surgirem.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias