Cannabis para síndrome metabólica é assunto do CBCM

Cannabis para síndrome metabólica é assunto do CBCM

Sobre as colunas

As colunas publicadas na Cannalize não traduzem necessariamente a opinião do portal. A publicação tem o propósito de estimular o debate sobre cannabis no Brasil e no mundo e de refletir sobre diversos pontos de vista sobre o tema.​

Painel apresentado pelo Dr. Rafael Pessoa, na última sexta-feira, introduziu o uso do THCV para auxiliar no emagrecimento

Cannabis para síndrome metabólica é assunto do CBCM.
Foto: Maria Eugênia Duarte/Cannect

O Congresso Brasileiro da Cannabis Medicinal (CBCM) aconteceu na semana passada, com temáticas que vêm sendo procuradas por pacientes e profissionais de saúde. Uma delas é o uso da planta para o emagrecimento, que parte diretamente da regulação do metabolismo.

Deste campo surge a síndrome metabólica, um conjunto de condições de saúde que podem aumentar o risco de doenças cardíacas. 

Entre os sintomas está o acúmulo de gordura abdominal, muitas vezes ligada à pressão arterial elevada e aos altos níveis de açúcar no sangue. 

Essa condição de saúde não tem cura, mas pode ser tratada a partir de um estilo de vida mais saudável. Isso inclui boa alimentação, prática de atividade física e abordagens terapêuticas seguras, como a cannabis medicinal. 

O cirurgião-geral e diretor médico da Cannect, Rafael Pessoa, detalhou essas informações em seu painel no CBCM, que aconteceu na sexta-feira (24). 

De acordo com Rafael, alguns estudos já mostram que os canabinoides (em conjunto com outras terapias farmacológicas ou não) podem ter um impacto significativo na redução do peso. Em muitos casos, também é possível reduzir os níveis de glicose e consequentemente auxiliar pacientes diabéticos. 

Leia mais: Novo estudo indica que a cannabis pode prevenir o desenvolvimento do diabetes tipo 2

“Por outro lado, ainda são estudos que precisam evoluir bastante. Esses dados ainda são embrionários, mas são a vanguarda dos estudos clínicos que precisamos. Temos um bom horizonte de pesquisas para os próximos anos”, afirma o médico.

Como os canabinoides auxiliam no emagrecimento?

Quando pensamos no uso da cannabis, uma das coisas que costumam vir à mente é a chamada “larica”. Trata-se da sensação de fome causada sobretudo pelo THC (tetrahidrocanabinol), o componente mais psicoativo da planta. 

Dessa maneira, quando um paciente está com problemas na falta de alimentação, o THC (em baixas doses) é uma das moléculas que podem ser prescritas por um profissional. E isso não ocasionaria o inverso?

Sim. Por outro lado, existe um outro componente que pode ser solução para o emagrecimento. Estamos falando do THCV (tetrahidrocanabivarina), que foi descoberto na década de 1970 e é cinco vezes menos psicoativo que o THC.

Em linhas gerais, o THCV pode reduzir a ingestão alimentar, diminuir a sensibilidade à insulina (absorção da glicose) e acelerar o metabolismo corporal. Esse conjunto é determinante para a diminuição da gordura e redução de doenças ligadas à obesidade. 

Quer entender se a cannabis pode contribuir para o emagrecimento? Leia aqui. 

O cirurgião-geral explicou que embora as substâncias tenham estruturas químicas semelhantes, o THCV pode ser essencial para melhorar a condição dos pacientes com síndrome metabólica. 

Leia mais: ansiedade, sono e má alimentação podem ser tratadas com cannabis

Congresso Brasileiro de Cannabis Medicinal

A 3ª edição do CBCM terminou no último sábado (25). A programação contou com debates relevantes sobre a realidade da cannabis medicinal, bem como as diversas áreas de atuação. 

A programação foi dividida em seis grupos temáticos: Agro e Tecnologia, Negócios, Especialidades Médicas, Sistema Endocanabinoide, Odontologia e Medicina Veterinária. 

Simultaneamente aconteceu a Medical Cannabis Fair, exposição com dezenas de empresas do setor, que apresentaram soluções de tecnologia, saúde e agricultura.

Conte com a gente!

Caso precise de ajuda, a Cannect possui um canal de atendimento especializado que poderá esclarecer todas as suas dúvidas. A healthtech auxilia na marcação de uma consulta, suporte na compra do produto e acompanhamento contínuo do tratamento.

Tags:

Artigos relacionados

Relacionadas