• 26 de junho de 2022

Cannabis Medicinal para o tratamento de Asma

 Cannabis Medicinal para o tratamento de Asma

A relação da cannabis e a respiração não é novidade, há décadas já haviam estudos sobre os benefícios da planta para os pulmões

A asma é uma doença crônica que ainda não tem cura, o que existe são tratamentos que aliviam os sintomas. O número de pessoas com a doença cresce todos os anos, hoje, existem aproximadamente 253 milhões de pessoas que sofrem com asma, sendo a maior parte delas crianças.

 Pode parecer uma doença comum, mas a asma pode ser letal. Cerca de dois milhões de asmáticos vão parar no hospital por causa da doença todo o ano. Segundo o Ministério da Saúde, 15% da população do Brasil é asmática e seis pessoas morrem por dia. A única solução são tratamentos incluem desde inalações, remédios e substâncias até uma vida saudável, com uma boa alimentação e exercícios.

A relação da cannabis e a respiração não é novidade, há décadas já haviam estudos sobre os benefícios da planta para os pulmões

Um estudo publicado no British Journal of Pharmacology mostrou que a cannabis tem um efeito similar de alguns remédios para tratar asma. O óleo de CBD (canabidiol), um composto encontrado na cannabis é eficaz para crises. E a explicação é simples: a asma nada mais é que uma inflamação nas vias aéreas que dificulta a passagem de ar para o pulmão. O óleo de CBD aparece como um anti-inflamatório potente.

Não apenas para os pulmões

A ação anti-inflamatória do CBD é eficaz em todo o corpo, por isso também serve para o tratamento de fibromialgia, osteoartrite e é usado até por atletas. Um artigo de 2018 publicado na revista “Outside” mostrou que ciclistas e triatletas trocaram o ibuprofeno por canabidiol para tratar dores musculares causadas pelos exercícios intensos, e a troca deu tão certo que a WADA, agência de controle antidopagem, excluiu o canabidiol da lista de substâncias proibidas para atletas.

Além os benefícios anti-inflamatórios, o CBD funciona também como analgésico no alívio das dores.  Pessoas asmáticas geralmente sofrem com espasmos musculares, por causa da retração dos músculos do pulmão, o que ocasiona dores no peito.

O canabidiol age como uma relaxante muscular, ajudando as vias aéreas a fornecer oxigênio aos pulmões e ao coração. Estudos mostraram uma redução e até uma inibição completa dos espasmos pelo uso do canabidiol.

Outra vantagem de usar o CBD para a asma é a segurança do produto. Ao contrário do THC o canabidiol não contém efeitos psicoativos, e os efeitos colaterais são mínimos. A instituição National Center for Biotechnology garante que as propriedades naturais contribuem para esta segurança.

A cannabis e a respiração

Desde a década de 1970 há estudos sobre a relação entre a cannabis e a respiração. O Dr. Donald Tashkin, professor de medicina da UCLA e especialista em pulmões, já havia descoberto o efeito broncodilatador da erva.  Em 2012, outro estudo mostrou a melhora das medições pulmonares através do uso moderado da cannabis.

A relação entre a cannabis e a respiração se tornou até um produto. Uma empresa dos Estados Unidos lançou em 2016 uma bombinha para asma com canabinóides ativos. A Vape clear tem mil miligramas de óleo de canabidiol concentrado e rende até cem doses de inalação.

No Brasil, a ANVISA liberou a venda de produtos feitos de cannabis nas farmácias no ano passado, porém a compra segue uma série de restrições. Ela só pode ser comprada com prescrição médica e ainda só quando for o último caso. Pela variação de tratamentos para asma, o óleo de canabidiol raramente vai ser receitado.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias