• 24 de junho de 2022

Cannabis hermafrodita: o que é, como ocorre e como evitar

 Cannabis hermafrodita: o que é, como ocorre e como evitar

As de origem interna, nem sempre tem todas as variedades iguais, dentro da cannabis existem raças que manifestam mais hermafrodismo que outras.

As de origem externa, para que uma planta de cannabis seja hermafrodita geralmente vem através de um causa chamada estresse. Quando alguma espécie tem dificuldades no desenvolvimento, causando mudança de sexo para ficar mais forte, já que desta maneira, ao possui os dois sexos, pode se autopolinizar.

Quais as causas do estresse na cannabis?

O estresse na cannabis pode ser causado por várias coisas, as principais são as seguintes:

  • Uso de produtos nocivos ou tóxicos na planta
  • Ambientes muito quente
  • Excesso de luz
  • Choque térmico, ao regar as plantas com água fria
  • Doenças de todos os tipos, como ácaros ou fungos
  • Colheita atrasada
  • Uso excessivo de fertilizantes
  • Quebras em partes da planta

Tudo isso pode influenciar na causa de estresse das plantas cannabis, por isso são prejudiciais e podem levar ao hermafroditismo.

Como podemos evitar o hermafroditismo?

Primeiramente, o ideal é durante a escolha da planta, garantir que não existem fatores de risco internos que a acompanhem. Depois de confirmar que não existe nenhum risco, o próximo passo é tentar nunca estressar a planta.

Nunca se deve “trabalhar” a planta durante a floração, todas as podas, transplantes, uso de varas e outras técnicas devem ser preparadas durante o crescimento vegetativo da planta.

É importante verificar as condições ambientais, se o clima esta agradável e o ambiente limpo para o cultivo da planta.

O cultivo deve ser controlado pelo menos duas vezes por semana na busca de ácaros, fungos ou qualquer outro tipo de ameaça que possa existir para a planta de cannabis, com a intenção de eliminados o mais rápido possível antes que se tornem um problema.

O que podemos fazer com uma cannabis hermafrodita?

Se durante a rotina, depois que a floração começar, acontecer um surto de flores masculinas próximo às femininas, o que seria uma falta de sorte. Algo precisa ser feito.

É muito importante perceber os sinais de hermafroditismo o mais rápido possível. Normalmente as formas e cores das flores masculinas são diferentes das flores femininas, são mais claras e parecem formar algo parecido com pequenos cachos de banana.


O primeiro passo é pulverizar a planta com um pouco de água, mantendo uma distância, para que o pólen masculino não voe para todos os lados.

Em seguida, com a ajuda de luvas, tesouras e um saco, as flores masculinas devem ser cortada para que caiam dentro do saco.

O mais importante é que o pólen não salte, pois, ele poderia polinizar esta ou outras plantas e produzir sementes em vez de resina.

Depois de serem cortadas, há duas possibilidades, que a planta não produza mais, o que significará que deu certo e temos uma fêmea limpa ou pode continuar a produzir flores masculinas e neste caso, o processo tem que ser feito novamente, quantas vezes forem necessárias e manter apenas as flores femininas.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias