• 26 de junho de 2022

Cânhamo e a sustentabilidade no mundo dos tecidos

 Cânhamo e a sustentabilidade no mundo dos tecidos

Atualmente, os fabricantes de jeans ao redor do mundo estão tomando medidas para tornar a sustentabilidade uma realidade

Uma coisa é fato, as raízes do jeans podem estar cercadas de tradição e padrões, mas a indústria como um todo precisa buscar métodos alternativos de fabricação e desenvolvimento de produtos para que possa progredir de maneira responsável. 

A boa notícia é que os fabricantes de jeans em todo o mundo estão tomando medidas para tornar isso uma realidade.

Quando o assunto é ter avanço econômico, social e ecológico na cadeia de fornecimento de jeans de forma eficaz, a transparência é um ponto muito importante de muitas partes interessadas. Ambos precisam saber qual é a origem de um determinado produto para realizar quaisquer metas de sustentabilidade que desejam atingir.

O cânhamo como uma alternativa para todos os fins

A cadeia de abastecimento está começando a optar  pelo cânhamo como uma alternativa sustentável, pois ele contém propriedades anti-inflamáveis, biodegradáveis ​​e regenerativas. 

Uma das medidas foi a criação do  conceito Gen H, por exemplo, que é um algodão misturado com cânhamo dentro de sua coleção que inclui 20% de teia de cânhamo e 20% de trama de algodão reciclado.

“Nós acreditamos que é hora de repensar o valor para o mundo eco moderno de hoje. Não se trata de quanto custa”, disse Zennure Danisman, gerente de marketing e lavagem da Orta.

 “Na verdade a questão deveria ser: qual é o custo para a indústria de denim se perdermos a próxima geração de consumidores conscientes apenas valorizando o preço? 

Talvez a pergunta mais importante seja: qual é o valor do jeans para você?”

Outros fabricantes, estão colocando sua própria versão no cânhamo algodão em antecipação à popularidade crescente da planta. De acordo com dados da MarketsandMarkets citados no relatório, o mercado de cânhamo industrial pode crescer de US $ 4,6 bilhões em 2019 para US $ 26,6 bilhões em 2025.

Referências

  • sourcing journal

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias