• 25 de junho de 2022

Canela: O que é, Benefícios, Formas de consumo, Efeitos, e Contraindicações 

 Canela: O que é, Benefícios, Formas de consumo, Efeitos, e Contraindicações 

Quem nunca ouviu falar da canela? Na maioria das vezes é usada por avós em receitas para dar aquele sabor especial ou em cházinhos. Mas além disso, você sabia que ela também tem um poder medicinal? Vamos entender melhor sobre.

Como muitos já sabem, a canela é um produto natural que possui um perfil aromático, que pode ser utilizado em diversas receitas. Ela oferece um sabor mais adocicado para as comidas, além de também ser consumida em forma de chá.

Se usada com uma dieta saudável e equilibrada, pode trazer diversos benefícios para a saúde, pois possui forte ação antioxidante e anti-inflamatória colaborando para a prevenção de doenças.

A canela conta com a ajuda de seus principais nutrientes, os quais incluem:

Cromo: responsável pelo efeito de melhora na sensibilidade à insulina e no controle glicêmico;

Polifenol: que melhora a ação da insulina nas células, contribuindo para regularizar os níveis de glicose no sangue;

Fenólicos: que possuem uma atividade antioxidante, ou seja, neutralizam os radicais livres e podem assim prevenir o envelhecimento precoce e doenças degenerativas; 

Cariofileno: tem uma ação anti-inflamatória que integra sua composição.

Quais os benefícios da canela?

Assim como outras plantas ou substâncias, a canela também oferece diversos benefícios para os que a consomem diariamente:

  • Controla a diabetes, pois melhora a distribuição do açúcar;
  • Melhorar transtornos digestivos como gases, problemas espasmódicos e diarreia;
  • Ajuda a combater as infeções das vias respiratórias;
  • Diminui a fadiga e melhorar o estado de ânimo;
  • Auxiliar no combate ao colesterol;
  • Ajuda na digestão;
  • Diminui o apetite;
  • Reduz o acúmulo de gordura, melhorando sensibilidade dos tecidos à ação da insulina;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Diminui a pressão arterial devido às suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes que ajudam a relaxar os vasos sanguíneos.

Mas por que a canela causa todos esses benefícios?

Simplesmente por ser rica em mucilagem, cumarina e tanino, o que lhe oferece propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antibacterianas, antivirais, antifúngicas, antiespasmódicas, anestésicas e probióticas.

Quais as formas de consumo?

Antes de tudo, vale deixar claro que não há diferenças nutricionais entre a ingestão da canela em pó ou em pau.

Ela é uma especiaria que pode ser consumida polvilhada sobre frutas, legumes e carnes e também pode ser aplicada em chás e sucos.

Fica muito bom também sobre doces, como arroz doce, curau de milho e mingau de aveia, entre outros.

Chá de canela

Sem dúvidas, a forma mais conhecida e mais usada é através do chá, que além de muito aromático, traz todos os benefícios da canela para a saúde.

O famoso cházinho de canela é feito a partir da casca interna da árvore da espécie Cinnamomum. 

Hoje em dia, ela é bem acessível, está disponível em grande parte dos supermercados e é encontrada em várias receitas.

Seus ingredientes são bem simples, como:

  • 1 pau de canela;
  • 1 xícara de água fervente. 

Modo de preparo

Para prepará-lo é tão simples quanto os ingredientes, basta colocar o pau de canela na xícara com a água fervente e deixar repousar por 10 minutos. 

Depois retirar o pau de canela e consumir até 3 xícaras por dia, antes das refeições.

Se o sabor do chá for muito intenso, é possível deixar menos tempo o pau de canela dentro da água, cerca de 5 a 10 minutos, ou até mesmo adicionar algumas gotinhas de limão ou uma fatia fina de gengibre, por exemplo.

Mas existem efeitos e contraindicações?

Quando se trata de efeitos colaterais, de forma geral, o uso da canela em pequenas quantidades é seguro. 

Assim como qualquer coisa que consumimos, os efeitos colaterais da canela podem surgir quando é consumida em excesso, pois contém cumarina e pode desencadear alergias e irritação na pele, hipoglicemia e dano hepático em pessoas com doenças graves do fígado.

Ja as contraindicações no consumo da canela, tanto em alimentos quanto na forma de chá, não é indicado para as gestantes em qualquer fase da gravidez, pois pode aumentar as contrações uterinas, aumentando o risco de aborto.

Em casos de pessoas com hipertensão devem consultar o médico sobre o consumo da canela, pois as vezes pode elevar a pressão arterial, agravando a doença e outros problemas.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias