• 16 de maio de 2022

Canabidiol Prati-Donaduzzi – o que é, diferenças, quanto custa e como comprar 

 Canabidiol Prati-Donaduzzi – o que é, diferenças, quanto custa e como comprar 

Foto: Reprodução

A farmacêutica lançou três tipos de concentrações (20mg/ml; 50mg/ml e 200 mg/ml). Entenda para que servem, qual o preço, contraindicações e quais as diferenças. 

Em fevereiro do ano passado (2021), a farmacêutica Prati-Donaduzzi anunciou a venda de mais dois produtos à base de cannabis nas farmácias. Um com uma concentração de 20 mg/ml e outro com 50 mg/ml.

Os produtos foram uma alternativa mais barata, uma vez que o primeiro óleo à base de cannabis lançado pela empresa em 2020, custa mais de dois salários mínimos.

Os três produtos são brasileiros e podem ser encontrados nas farmácias mediante a receita médica. Mas qual a diferença entre os produtos e para que servem? 

Consulte um médico

Antes de tudo, é importante ressaltar que qualquer produto feito com a cannabis precisa ser prescrito por um médico, que inclusive, poderá indicar qual o melhor óleo para a sua condição. 

Caso precise de ajuda, há uma equipe com um atendimento especializado que poderá esclarecer dúvidas, além de auxiliar desde a prescrição até a importação do produto. Clique aqui

Canabidiol Prati-Donaduzzi (20 mg/mL; 50 mg/mL e 200 mg/mL).

Se você ainda é novo por aqui, saiba que temos uma seleção de textos em que falamos um pouquinho sobre os principais produtos à base da planta disponíveis no mercado. 

Foto: Reprodução

A Prati-Donaduzzi foi a primeira empresa a obter uma autorização para a venda de produtos à base de CBD nas farmácias depois da resolução e é o único produto brasileiro. 

O cultivo ainda é proibido no país, por isso, a empresa importa o princípio ativo puro para a fabricação no oeste do Paraná. 

Segundo um levantamento da Associação Brasileira das Indústrias de Canabinoides (BRCann), em 2021, a farmacêutica vendeu 14.553 unidades dos seus três tipos de óleo extraído da planta e faturou R$11,5 milhões.

Canabidiol Prati-Donaduzzi 200 mg/ml 

Essa versão possui uma concentração alta de Canabidiol (CBD). O chamado canabinoide é um dos principais componentes da cannabis, mas sem efeitos psicoativos. De acordo com a bula, é aconselhável a ingestão do óleo através de alimentos. 

O óleo possui 6 mil mg de canabidiol diluído em óleo de milho e butil-hidroxianisol (uma espécie de conservante). Ele não tem uma indicação específica, embora seja mais indicado para o tratamento de epilepsia refratária.

O óleo de 200 mg/ml, inclusive, foi indicado para a incorporação no Sistema Único de Saúde (SUS), mas recebeu um parecer desfavorável pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS).

Contraindicações – O produto é restrito a pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a qualquer um dos componentes da fórmula.

A empresa também não aconselha o uso por pacientes com um histórico de abuso de drogas ou crianças com menos de dois anos.

Preço – O óleo já acompanha uma seringa dosadora e possui um custo de R$2.500,00.

Canabidiol Prati-Donaduzzi 50 mg/ml e 20 mg/ml

Ao contrário das 6 mil mg de canabidiol, a concentração de 50 mg/ml possui apenas 1.500 mg de canabidiol por frasco e a de 20 mg conterá 600 mg. 

Também diluído em óleo de milho, os produtos são destinados a tratamentos que exigem concentrações menores de CBD, como ansiedade ou insônia.

Foto: Reprodução

Contraindicações – Assim como o primeiro produto, eles não são indicados para pessoas hipersensíveis, alérgicas aos ingredientes, crianças com menos de dois anos e pessoas com histórico de abuso de drogas. 

Preço – Em contrapartida, são mais em conta. O canabidiol de 20 mg/ml, por exemplo, custa R$280,00 e a concentração de 50 mg/ml, R$687,00.

Não são medicamentos

O único remédio à base de cannabis aprovado no Brasil é o Mevatyl, que precisa ser importado e também possui um preço bem salgado.

A solução encontrada para a venda de canabidiol no país, foi a Resolução 327/19, aprovada no final de 2019 e que entrou em vigor em março do ano passado.

Ela autorizou a fabricação de produtos à base da planta aqui com a matéria prima importada. No entanto, com um prazo de cinco anos para se tornar um medicamento.

A empresa acrescenta que todas as concentrações do Canabidiol produzidas são versões do medicamento que está em estágio final de estudo clínico fase III.

Medicamentos desenvolvidos através de uma parceria público privada entre a Prati-Donaduzzi e a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias