• 25 de junho de 2022

Bulimia: O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

 Bulimia: O que é, Causas, Sintomas e Tratamento

Você costuma não ter uma boa alimentação ou após se alimentar não se sente bem? Isso pode ser um tipo de sintoma de alguma doença, como a bulimia, por exemplo.

Mas o que é a bulimia? 

A bulimia é um transtorno alimentar conhecido por consumo excessivo de alimentos em um curto período de tempo e preocupação excessiva com o aumento de peso, o que pode causar o surgimento de comportamentos compensatórios após as refeições para evitar o ganho de peso, como por exemplo:

  • Vômitos forçados;
  • Uso de laxantes;
  • Prática excessiva de atividade física.

Os casos mais frequentes de bulimia ocorrem em mulheres jovens e, além da preocupação excessiva com o ganho de peso, a pessoa pode também gerar outras condições debilitante como:

  • Anorexia nervosa;
  • Transtorno de borderline;
  • Transtorno depressivo.

Causas

A causa exata da bulimia ainda é desconhecida. 

Mas como foi dito, trata-se de um transtorno de alimentação e, por isso, muitos fatores podem estar envolvidos nos motivos que levam à sua ocorrência

Outro fator que pode afetar as pessoas e colaborar para o desenvolvimento dessa condição é a influência exercida pela mídia sobre o comportamento e o padrão de beleza das pessoas.

A celebração do corpo magro e o desprezo às pessoas acima do peso pregado pela indústria da beleza e da moda, aparentemente, levam milhões de pessoas em todo o mundo a apresentar quadros de bulimia.

Principais Sintomas

Os sintomas e sinais de bulimia variam de físicos, psicológicos e comportamentais, sendo o principal a compulsão alimentar, como foi dito, seguida de comportamentos compensatórios devido ao medo de engordar, como ir frequentemente ao banheiro durante e após as refeições, além de induzir o vômito.

Existem outros sinais e sintomas que podem ser indicativos de bulimia, entre eles estão:

  • Usar laxantes com frequência;
  • Praticar exercício físico de maneira excessiva;
  • Comer grande quantidade alimentos que não são saudáveis;
  • Se sentir angustiado ou com culpa após comer em excesso;
  • Não engordar apesar de comer muito;
  • Inflamações frequentes na garganta;
  • Aparecimento de cáries dentárias;
  • Dentes desgastados;
  • Calosidade no dorso da mão;
  • Dores abdominais e inflamações no sistema gastrointestinal frequentemente;
  • Menstruação irregular.

Além disso, é possível também que a pessoa apresente sinais e sintomas de desidratação e desnutrição, além de depressão, irritabilidade, ansiedade, baixa auto-estima e necessidade excessiva do controle de calorias.

 

Possíveis Tratamentos

Quando o assunto é tratamento da doença, uma abordagem passo a passo é usada para pacientes com bulimia. 

O tratamento depende da gravidade da bulimia, assim como da resposta da pessoa aos tratamentos, como por exemplo:

  • Grupos de apoio;
  • Terapia cognitivo-comportamental (TCC);
  • Terapia nutricional;
  • Antidepressivos.

Terapia

Os pacientes com bulimia podem desistir dos programas se tiverem esperanças não realistas de serem “curados” somente com terapia. 

Antes que seja iniciado um programa, deve-se esclarecer o seguinte:

Várias terapias provavelmente serão experimentadas até que o paciente possa superar esse distúrbio grave

É comum que um paciente tenha uma recaída, mas isso não é motivo para desespero.

O processo é doloroso e exige um trabalho árduo da parte do paciente e de sua família.

Medicamentos mais comuns 

Assim como a maioria das doenças, a bulimia também pode ser tratada com medicamentos, entre eles os mais usados são:

Daforin;

Fluoxetina.

Vale lembrar, que somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para cada caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. 

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias