• 19 de maio de 2022

Brasil importou mais de 5 milhões em produtos à base de cannabis em 2021

 Brasil importou mais de 5 milhões em produtos à base de cannabis em 2021

O número é de janeiro a novembro, e mostra que as importações só crescem. Tanto é que a Anvisa precisou simplificar o processo de aprovação para agilizar a alta demanda.

De acordo com um levantamento recente, de janeiro a novembro de 2021 o Brasil importou US$5,45 milhões em Canabidiol (CBD). O número é 40,5% maior que no ano anterior, quando o valor foi de US$3,87 milhões.

Segundo o levantamento da empresa de big data Logcomex, os produtos feitos com a cannabis vieram principalmente de países como os Estados Unidos e Reino Unido.

O número de adeptos ao tratamento canábico aumenta a cada ano. De acordo com a  Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o crescimento de solicitações foi de 2.400% desde 2015, quando a importação foi regularizada.

 Só no ano passado, a quantidade de pedidos era superior a 22 mil até o mês de setembro.

Leia também: Como importar remédios à base de cannabis

Crescimento do método alternativo

O canabidiol é um dos principais ativos da cannabis usado na medicina, principalmente porque não provoca os efeitos alucinógenos da maconha. 

Junto ou separado das outras substâncias da cannabis, ele é usado para o tratamento de diversas condições médicas, como Epilepsia, Alzheimer, Parkinson, Esclerose Múltipla e artrite, por exemplo.

De acordo com dados da BRCann, mais de 33 mil pessoas passaram a importar desde o começo da pandemia. O crescimento das importações até forçou a Anvisa a simplificar o processo de importação.

Mercado pode gerar até 30 bilhões

 Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Cannabis (Abicann), estima-se que o mercado da planta no país possa atrair US$30 bilhões em 10 anos, além de gerar até 300 mil empregos. 

A análise conjectura um rendimento de até metade deste valor na área farmacêutica. Isso porque a associação prevê que 18 milhões de pacientes possam se beneficiar da terapia alternativa.

 A Federação das Associações de Cannabis Terapêutica estima que ao menos 50 mil pessoas tenham acesso a produtos e medicamentos de cannabis via importação ou pela produção das associações, legalizadas por liminares.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias