• 17 de maio de 2022

Brasil importou mais de 40 mil em produtos derivados da cannabis em 2021

 Brasil importou mais de 40 mil em produtos derivados da cannabis em 2021

Foto: Reprodução

Os dados mostram apenas o volume de importações. Contudo, a cannabis pode ser comprada nas farmácias e obtida através de associações.

De acordo com um levantamento, os brasileiros importaram 40.191 mil produtos à base de cannabis só em 2021. A quantidade é 109,8% maior que no ano anterior, quando o número de importações foi de 19.150.

 Os dados são da empresa de inteligência de mercado, Kaya Mind, que também mostrou que São Paulo é o estado que mais importa, com quase a metade das solicitações (41%). 

O Rio de Janeiro está em segundo lugar no ranking com 19%, seguido por Minas Gerais com 7%. 

Foto: Reprodução

Autorização de importação pela Anvisa

Para trazer produtos à base de cannabis ao Brasil, é necessário ter uma autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que permite a importação de extratos há seis anos.

A autorização só foi possível depois da Resolução 335, conquistada através da  insistência de pais e mães de pacientes que precisam do óleo.

Por causa do crescimento ano a ano, a agência ficou bastante ocupada com as demandas, o que a levou a criar outras resoluções para otimizar os pedidos.  

Outras resoluções

Uma delas foi a venda em farmácias. No final de 2019, a agência aprovou a Resolução 327, que  permitiu a compra de óleos derivados da planta diretamente nas drogarias, através de uma receita. 

Em novembro do ano passado, o órgão ainda criou a RDC 570, que atualiza a resolução 335. Agora, produtos que são frequentemente importados passam por uma aprovação automática.

Mais pacientes interessados na cannabis 

A importação no Brasil acontece desde 2015.  Desde então, o número de novos pacientes aumenta a cada ano. Contudo, o “boom” de solicitações se deu nos últimos dois anos.

De acordo com os dados da Associação de Indústria de Cannabis (BRCann), mais de 33 mil novas pessoas solicitaram a importação de algum produto derivado da platina durante a pandemia de COVID-19.

Contudo, com a aprovação nas farmácias, a compra diretamente na drogaria também se tornou uma opção. Atualmente a Anvisa já aprovou a venda de 14 produtos.

No país, mais de 40 associações brasileiras também oferecem o óleo, seja de forma legal ou não. Só a Abrace atende mais de 20 mil pacientes.   

O que torna o número de produtos feitos da planta circulando no Brasil, incontável.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias