• 25 de setembro de 2021

Biden explora clemência para pessoas com condenações federais por delitos de drogas, afirma Casa Branca

 Biden explora clemência para pessoas com condenações federais por delitos de drogas, afirma Casa Branca

O presidente Joe Biden está considerando usar sua autoridade executiva para conceder clemência a pessoas com certas condenações por drogas não violentas, disse a secretária de imprensa da Casa Branca.

Após serem questionados sobre os planos para presidiários federais que foram soltos em confinamento domiciliar durante o surto da pandemia do coronavírus, mas que terão que voltar para trás das grades, Jen Psaki, atual secretária de imprensa da Casa Branca, se posicionou. 

‘‘O governo está trabalhando duro todos os dias para reformar o sistema de justiça a fim de fortalecer as famílias, impulsionar a economia e dar às pessoas a chance de um futuro melhor. ” disse Psaki.

“O presidente está comprometido em reduzir o encarceramento, ajudando as pessoas a reingressar na sociedade com sucesso. Ele está, portanto, explorando vários caminhos para fornecer alívio a certos infratores não-violentos da legislação antidrogas, inclusive por meio do uso de seu poder de clemência.” Acrescentou a secretária.

De acordo com a secretária, não há nada totalmente decidido neste momento, mas o presidente está procurando uma série de caminhos para aliviar essas situações.

O fato de que, como senador, Biden desempenhou um papel fundamental na promulgação de leis punitivas sobre as drogas que contribuíram para o encarceramento em massa que ele agora está considerando medidas para resolver, não foi mencionado na coletiva de quarta-feira (11).

Entre as decisões de clemência que o presidente poderia tomar, estão ações como diminuir as sentenças daqueles que estão atualmente encarcerados ou perdoar pessoas cujos registros impedem sua capacidade de conseguir empregos, votar ou de outra forma participar da sociedade de forma justa e digna.

Defensores da reforma frutados com Biden

O presidente enfrentou críticas de defensores da reforma das políticas de drogas que ficaram frustrados por ele ainda não cumprir as promessas de campanha, como a descriminalização da maconha. 

Embora sua oposição à legalização para uso adulto permaneça um desafio por si só, eles acham que ele deveria pelo menos tomar medidas para promulgar uma reforma modesta.

O presidente também fez campanha para eliminar os registros anteriores de maconha e respeitar os direitos dos estados de estabelecer suas próprias leis.

Desde que assumiu o cargo, no entanto, seu governo não fez progresso em nenhuma dessas promessas.  Em vez disso, demitiu seus próprios funcionários da Casa Branca por causa da maconha  e buscou estender uma disposição orçamentária que bloqueou Washington, DC de legalizar as vendas de cannabis .

Todo esse cenário atual faz com que os defensores da reforma das políticas de drogas questionem ainda mais a eficácia da presidência diante de situações que envolvem a maconha e o preconceito. Afinal promessas foram feitas por Biden antes de ser eleito.

Referências

  • Marijuana Moment
Avatar

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias