• 24 de junho de 2022

Benefícios das sementes de cânhamo

 Benefícios das sementes de cânhamo

Você conhece as propriedades das sementes de cânhamo? Um pouco diferente do óleo de CBD, elas são uma ótima fonte de alimento e remédios.

O cânhamo, uma variação da cannabis sativa, tem se mostrado um verdadeiro aliado para a indústria, seja ela farmacêutica ou de materiais.

As suas fibras e suas folhas são uma ótima opção para a produção de têxteis, cosméticos e mais de 520 tipos de insumos.

Por causa da alta concentração de canabidiol (CBD), ele tem sido destaque também na indústria farmacêutica, que se torna cada vez mais popular.

Mas as propriedades da planta não estão apenas nas folhas, suas sementes também possuem uma variedade de benefícios, e que podem ser ingeridos.

Os seus benefícios são semelhantes a linhaça ou chia. No entanto, o sabor é parecido com a noz, tanto, que a semente também é conhecida como noz de cânhamo.

Ela pode ser comida crua, processada para extrair o óleo ou moída em forma de farinha.

Contudo, é importante ressaltar que óleo de cânhamo e óleo de CBD são coisas totalmente diferentes.

O óleo de cânhamo é extraído das sementes do cânhamo, que nem possui CBD. Já o óleo de CBD não pode ser retirado das sementes.

Ele geralmente é extraído da flor em processos que variam entre solventes, aplicação de calor, com o auxílio de azeite e entre muitos outros métodos.

Agora, voltamos às sementes.

Cerca de quatro colheres de sementes de cânhamo contêm:

  •         240 calorias;
  •         1 grama de gordura total;
  •         0 de colesterol;
  •         4,5 gramas de carboidrato;
  •         2,5 gramas de fibra.

Benefícios:

Proteínas

Uma ótima opção para veganos, as sementes de cânhamo estão cheias de aminoácidos fundamentais para a manutenção do corpo.

Em países legalizados, as sementes são vendidas em supermercados ou lojas especializadas por quilo, ao lado de outras sementes e cereais.

Fonte de ômega-3 e DHA

Elas possuem uma quantidade considerável de ômega 3, importante para o coração e para o cérebro.

Houve até um aumento na procura nos últimos anos, principalmente na Europa e nos EUA, pois além dos nutrientes, também é bom para a saúde do coração e as funções cardiovasculares.

Outra coisa interessante é que o óleo de cânhamo tem um elemento chamado docosahexaenóico (DHA), que é extremamente necessário para o cérebro e para as retinas dos olhos.

Recomendado também para grávidas, o óleo auxilia no desenvolvimento do cérebro de bebês ainda na gestação.

Fonte de gordura vegetal

A semente possui 30% de gordura, mas é do tipo de gordura boa. Outros 25% são proteínas, uma porcentagem considerada como um teor alto do nutriente.

Ela entra na dieta de quem quer perder uns quilos, por causa da sua baixa concentração de carboidratos.

Sem contar que as fibras ajudam no emagrecimento, pois auxiliam na absorção de nutrientes e no bom funcionamento digestivo.

Não provoca alergias

O cânhamo não possui glúten nem lactose, também não há nenhuma reação conhecida contra as sementes. Por isso, pessoas com alergias, por exemplo, podem consumir sem medo.

Previne anemia e câncer

As sementes de cânhamos são ricas em potássio, ferro, cálcio, magnésio, vitaminas A,C, complexo B e claro, em fibra!

Isso ajuda alguns sistemas do corpo, como o sistema imunológico, sistema linfático e sistema celular.

Com o corpo fortalecido, condições como anemia e câncer ficam mais difíceis de acontecer.

Outras propriedades medicinais

Além das propriedades extraídas do óleo de canabidiol, há muitos outros benefícios para a saúde nas sementes também.

Que inclusive, já foram comprovados na prevenção de doenças cardíacas, osteoporose, colesterol, pressão alta, menopausa e até para sintomas de TPM.

Isso porque elas são ricas em antioxidantes, que combatem os radicais livres.

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias