• 7 de dezembro de 2021

Atividades físicas aumentam a produção de endocanabinoides, segundo estudo

 Atividades físicas aumentam a produção de endocanabinoides, segundo estudo

Os pesquisadores perceberam que os voluntários que praticavam exercícios físicos tinham níveis de canabinoides mais altos.

De acordo com um estudo realizado no Reino Unido, a prática de atividades físicas aumenta o nível de endocanabinoides no corpo e consequentemente, melhora a qualidade da saúde mental e física.

A pesquisa, revisada por pares, foi publicada no periódico Gut Microbes. Os exercícios físicos já eram conhecidos por auxiliar na redução de inflamações e  doenças crônicas e agora, parece que há uma resposta para isso.

Trata-se de moléculas produzidas pelo próprio organismo, que ajudam a regular a maioria das funções do corpo. Se uma pessoa está com febre, por exemplo, através de receptores, os endocanabinoides ajudam a estabilizar a temperatura do corpo.

Como o estudo foi feito

Para realizar o estudo, foram selecionados 78 voluntários com artrite. Deste número, 38 deles praticavam pelo menos, 15 minutos de fortalecimento muscular seis vezes por semana.

O restante dos outros 40 participantes foram orientados a não fazer nada. 

No final da experiência, além do alívio na dor, os voluntários que praticaram atividades físicas também apresentaram níveis mais altos de endocanabinoides no organismo através de exames.

De acordo com os pesquisadores, o aumento dos endocanabinoides foi relacionado às mudanças nos micróbios intestinais e as substâncias anti-inflamatórias geradas pelo exercício físico.

Qual a relação com a cannabis?

Apesar do corpo produzir endocanabinoides, algumas plantas também podem fabricar as substâncias, que quando consumidas, podem ter um efeito similar aos nossos. O canabidiol (CBD), por exemplo, é um canabinoide.

Até o momento, a cannabis é a planta que mais apresentou uma quantidade considerável de canabinoides. Por isso, a cannabis auxilia em tantas doenças. 

A cannabis e o esporte

Outros estudos já destacavam a relação da cannabis e o esporte. Em uma pesquisa da Universidade do Colorado, por exemplo, indica que o uso da cannabis pode aumentar o desejo pela prática de atividade física e ajudar a motivar as pessoas a se exercitarem.

Outra pesquisa feita também nos Estados Unidos demonstrou que os cidadãos americanos com 60 anos ou mais que consomem cannabis, se exercitam com mais frequência e vigor e demonstraram um índice de massa corporal mais baixo do que aqueles que não consumiram.

Tainara Cavalcante

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias