• 24 de junho de 2022

Apendicite: O que é, Causas, Sintomas, Fatores de risco, Prevenção e Tratamentos

 Apendicite: O que é, Causas, Sintomas, Fatores de risco, Prevenção e Tratamentos

African-american man suffering from stomach ache, lying on sofa at home, closeup

Você já ouviu falar da apendicite ou até mesmo já teve que correr para o hospital para tratá-la? Poucos sabem, mas ela é muito comum no Brasil e precisa ser tratada com muita atenção. Vamos entender melhor sobre.

A apendicite é a inflamação de uma parte do intestino conhecida como apêndice, que se localiza na parte inferior direita do abdômen. O sinal mais típico de uma apendicite é o surgimento de uma dor forte e aguda que pode vir também acompanhada de outros sinais.

­Quando o apêndice fica inflamado, ele pode causar dor abdominal severa, além de se encher de pus, em uma condição chamada de apendicite ou de apendicite aguda.

A doença, de forma geral, causa uma dor forte e aguda no lado direito do abdômen, geralmente na altura do umbigo.

Causas

Mas será que existe uma causa específica da apendicite?

Na verdade, a apendicite possui causas diversas, sendo que a mais comum é a entrada de um pouco de bolo fecal, ou seja, de fezes, dentro do apêndice, causando a irritação e a inflamação do órgão.

Uma infecção gastrointestinal que faz com que uma bactéria invasora entre no apêndice também pode causar a apendicite.

Principais sintomas

Como já foi dito acima, o principal sintoma da apendicite é uma dor aguda e forte localizada no lado direito e na parte inferior do abdômen do paciente, geralmente na altura do umbigo.

Esse lado do abdômen é o chamado lado da apendicite, mais ou menos onde o órgão se localiza no corpo.

Essa dor pode começar com pontadas leves e depois se torna algo constante, podendo atingir um nível de  dor insuportável.

Além disso, outros sintomas da apendicite podem incluir também:

  • Febre;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vômitos;
  • Apatia;
  • Calafrios;
  • Constipação.
  • Rigidez e inchaço abdominal.

Fatores de risco

A apendicite pode surgir com pessoas de qualquer idade, tornando-se mais frequente no intervalo entre os 10 e os 30 anos. 

Por isso é tão importante procurar ajuda médica quando há dor abdominal aguda, especialmente se o paciente for uma criança, que tem mais dificuldade em descrever o que está sentindo. 

Possíveis tratamentos

Por ser uma doença perigosa e envolver infecções, ela é tratada, de forma geral, por meio de uma remoção cirúrgica de emergência.

Isso porque, se o apêndice se encher de pus e estourar dentro da cavidade abdominal do paciente, em um processo chamado de apendicite supurada, o indivíduo pode acabar com uma septicemia ( infecção no corpo), seguida de uma infecção generalizada, que pode levar ao óbito.

Prevenção

Pelo fato da apendicite ser um problema associado ao funcionamento do intestino, uma dieta rica em fibras, com frutas e verduras, pode diminuir o tempo de trânsito intestinal das fezes,  reduzindo o risco de atingirem a apêndice. 

No entanto, ainda não se fala em medidas 100% eficazes visando à prevenção dessa doença.

 

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias