• 17 de agosto de 2022

Acantose: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

 Acantose: O que é, Causas, Sintomas e Tratamentos

Você tem ou conhece alguém que tenha pequenas manchas em dobrinhas do corpo, como por exemplo, pescoço, axilas, costas ou barriga? Talvez isso seja um sinal de uma alteração chamada Acantose. 

Muitas pessoas, por falta de informação, acham que essas manchas nas dobrinhas é sujeira, seja em seu próprio corpo ou no de outras pessoas.

Mas na verdade se trata de um tipo de doença de pele que pode ser tratada de forma leve e moderada.

Basicamente, é um distúrbio da pigmentação da pele muito comum caracterizado pelo surgimento de manchas escuras resultantes da hiperceratose (aumento repentino ou não da camada mais superficial da epiderme) e hiperpigmentação, causando lesões de coloração acinzentada mais espessas que a pele normal, que proporcionam um aspecto verrucoso.

A doença pode afetar pessoas consideradas saudáveis ou estar associada a outras doenças, sendo a principal delas a diabetes. 

Além disso, pode ainda acompanhar a obesidade, doenças ovarianas, distúrbios hormonais da tireoide e casos mais graves como câncer do aparelho digestivo. 

De acordo com os últimos estudos clínicos, existem quatro tipos de acantose, são elas:

  • Síndrome de Miescher: Hereditária e benigna; 
  • Síndrome de Gougerot Carteaud: Benigna e provavelmente hereditária; 
  • Pseudoacantose: Benigna e ligada a fatores como obesidade e alterações endócrinas; 
  • Acantose Maligna: associada principalmente ao surgimento de cânceres do tubo digestivo e fígado.

Principais Sintomas

Assim como diversas outras doenças de pele ou alergias, a acantose também apresenta alguns sintomas.

Os sintomas mais evidentes dessa doença são as manchas escuras de pele, que apresentam uma textura espessa e aveludada. 

Na maioria, as áreas podem apresentar prurido (coceira) e dor. 

Geralmente o quadro costuma iniciar com o escurecimento leve da região afetada, que ao passar do tempo, se torna mais escura, com o aspecto aveludado e verrucoso. 

Sua evolução pode levar meses ou anos. 

Essa manchas aparecem principalmente nas dobras cutâneas e outras áreas, como:

  • Axilas;
  • Virilha;
  • Juntas;
  • Pescoço;
  • Cotovelos;
  • Joelhos;
  • Lábios;
  • Solas dos pés;

Quando a causa é tratada, a doença costuma regredir.

Diagnóstico

Quando se trata de diagnosticar a acantose, ela é facilmente reconhecida por análise clínica e avaliação do histórico do paciente.

O médico pode solicitar exames para verificar se há diabetes ou alguma resistência à insulina como fator desencadeador da condição. 

Esses exames podem incluir teste de glicose no sangue ou testes de insulina. 

O médico também pode solicitar uma revisão dos medicamentos para avaliar se eles agem como fator contribuinte. Daí a importância de informar sobre o uso de quaisquer suplementos dietéticos, vitaminas ou suplementos para atividades físicas que você faz uso, além dos medicamentos já prescritos. 

Em casos raros, podem ser solicitados testes para o diagnóstico diferencial, como uma biópsia de pele.

Possíveis Tratamentos

Para que haja um tratamento eficaz, primeiramente a pessoa deve visitar seu médico de cuidados primários se notar qualquer alteração na pele, especialmente se houver uma mudança repentina na pele. 

Isso é importante, principalmente porque muitas mudanças na pele são causadas por condições subjacentes que são melhor tratadas o mais rápido possível. 

A Acantose nigricans não é uma condição que ameaça a vida, no entanto, altos níveis de insulina, por exemplo, podem ser uma condição conhecida como hiperinsulinemia que, em casos muito extremos, pode levar à hipoglicemia. 

A hipoglicemia pode levar ao choque de insulina, coma e morte.

O médico pode diagnosticar a acantose nigricans observando apenas a condição da pele. Em alguns casos incomuns, uma biópsia de pele pode ser necessária.

Se não houver uma razão clara para a acantose nigricante, provavelmente será necessário procurar uma doença subjacente. 

O médico normalmente solicitará exames de sangue, uma endoscopia ou outras radiografias para eliminar a causa de diabetes ou câncer. 

A procura de câncer é normal, especialmente quando os sintomas são encontrados nas palmas das mãos, nas solas dos pés, nos lábios ou em quaisquer outras áreas normalmente não afetadas.

Basicamente, não há tratamento específico para acantose nigricans, mas o tratamento de qualquer condição subjacente pode causar o desbotamento da pele, como:

  • Perder o excesso de peso se estiver obeso ou com excesso de peso;
  • Lesões que são grossas podem ter um mau cheiro;

É indicado que se use sabonetes antibacterianosou antibióticos tópicos, pois podem ajudar.

Se o indivíduo está preocupado com a aparência, o médico pode recomendar os seguintes tratamentos:

  • Cremes ou loções que são prescritas e podem clarear a pele na área afetada.
  • Medicamentos orais, por exemplo, isotretinoína – Accutane, Sotret
  • Suplementos de óleo de peixe
  • Terapia com laser ou dermoabrasão que pode diminuir a espessura de certas áreas afetadas.
  • Se causada por medicação, a acantose nigricans desaparecerá assim que a medicação for interrompida.
  • Esta condição é um pouco difícil de curar, pois é um sintoma de um problema muito maior. Mas, muitos indivíduos têm visto melhora após a mudança de dieta e perda de peso.

Outros planos preventivos incluem o tratamento de quaisquer problemas que sejam médicos e estejam ligados a acantose nigricans, como hipotireoidismo e também a evitar quaisquer medicamentos que estejam relacionados a causar ou piorar a condição como contraceptivos orais.

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias