• 27 de novembro de 2020

5 dores crônicas que a cannabis pode tratar

 5 dores crônicas que a cannabis pode tratar

Muitos já sabem que o uso da cannabis pode ser benéfico para a dor crônica, mas quais são as principais vantagens que ela oferece? Vamos descobrir juntos?

Controlar as dores é uma das razões mais comum que levam os médicos a prescreverem a cannabis medicinal. A planta  fornece uma alternativa eficaz que, de acordo com algumas pessoas, ela oferece alívio com menos risco do que os tratamentos mais convencionais. 

Cerca de 20% dos americanos com dor crônica consideram a cannabis uma opção de tratamento.

O que é dor crônica?

Trata-se de uma dor persistente que acaba trazendo não apenas sofrimento físico, mas também psicológico. As causas podem ser muitas, de fatores genéticos a até mesmo alteração na postura. 

Existem inúmeras causas da dor crônica. Porém, as mulheres são as que mais sofrem  dessas dores, e suas causas podem ser de origem genética e/ou hormonal. O uso de salto alto, a menopausa e a falta dos hormônios, por exemplo, podem provocar dores crônicas. 

Pode ocasionar também alguma modificação na estrutura postural. É o caso das mulheres que, durante a gravidez, ao apresentarem deslocamento na coluna cervical, desenvolvem dor crônica lombar.

1. A cannabis lida com a neuropatia

A neuropatia é um dano nos nervos e geralmente está associada ao diabetes. Pode também causar lesão traumática que afeta de forma negativa os nervos com o passar do tempo. Normalmente, neuropatia pode ser tratada com analgésicos, incluindo os opioides.

Em 2017, uma pesquisa publicada  pelo Journal of Pain Reserach observou uma associação entre cannabis vaporizada e a redução da dor neuropática. Além disso, os pesquisadores observaram e gravaram mudanças no alívio da dor , baseada sobre a dosagem de cannabis usada.

2. Reduz a inflamação

A inflamação no corpo pode causar dor.  Reduzi-la é uma estratégia para aumentar o conforto nas pessoas que sofrem com dor crônica.

Os medicamento anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) de venda livre, reduzem efetivamente a inflamação, mas o uso a longo prazo está associado a irritação do estômago e o aumento do risco de úlceras.

Em 2010, a Future Medicinal Chemistry publicou uma revisão da pesquisa, examinando as evidências de como a cannabis pode funcionar como um medicamento anti-inflamatório. De acordo com essa pesquisa, a cannabis interage com o Sistema Endocanabinóide e cria uma resposta anti-inflamatória no corpo.

3. Diminuição das enxaquecas

Considerando crianças e adultos, cerca de 12% dos americanos sofrem com enxaqueca. 

O uso da cannabis medicinal é uma nova opção para uma doença difícil de tratar. Em 2016, a revista Pharmacotherapy publicou uma pesquisa sobre o uso da cannabis medicinal para pacientes com enxaqueca crônica. O estudo descobriu que a cannabis tem o poder de ser usada preventivamente, reduzindo a frequência das enxaquecas, além de servir como tratamento rápido para a condição.

4. Alívio de dores nas articulações

Para pessoas com artrites, dores nas articulações do corpo pode causar um sofrimento diário, que diminui a qualidade de vida. Muitas pessoas são aconselhadas a controlar a dor com mudanças de estilo de vida, como exercícios e perda de peso. Apesar desses métodos serem efetivos, eles levam um certo tempo. 

A cannabis é considerada um método promissor de alívio imediato da dor nas articulações. A planta pode fornecer para algumas pessoas o alívio que elas precisam para se sentir motivadas a buscar mudanças no estilo de vida que irão melhorar os sintomas das condições delas por um longo tempo. 

5. Risco de dependência reduzida

Um dos problemas mais comuns com o tratamento de dor crônica é a tendência de desenvolver tolerância ao narcóticos. A tolerância pode exigir uma mudança nas dosagens ou medicações para alcançar os resultados desejados. Em muitos casos,  o uso regular de opióides para alívio, pode causar uma dependência ou vício.

Atualmente, uma pesquisa está surgindo com o foco no poder do uso de cannabis para ajudar a tratar dependência de opióides. Não somente é  o uso da cannabis para alívio da dor, mas também pode ser usado para diminuir os risco de recaída em pessoas que estão sendo tratadas de um transtorno do uso de opioides. 

Referências

  • the growth op

 

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias