• 25 de junho de 2022

3 fatos sobre cannabis, obesidade e diabetes

 3 fatos sobre cannabis, obesidade e diabetes

Quando nos falamos sobre os esteriótipos dos consumidores de cannabis, nós não imaginamos uma aparência saudável. No entanto, vários estudos estão descobrindo que usuários de cannabis tende a não ser obesos. Antes de tirar conclusões imediatistas, consumir a cannabis não é melhor caminho para emagrecer.

Novos estudos descobriu que a cannabis pode ser uma chave para controlar a diabete. Nos já sabemos há muito tempo que a diabete tipo 2 e a obesidade andam de mãos dadas, e agora vários estudos descobriram a relação entre a cannabis, controle de peso e o poder em tratamento de diabete.

Cerca 25.8 milhões de pessoas tem diabete nos Estados Unidos e outras 79 milhões de pessoas podem ser pré diabéticos.

Aqui estão três coisas que já sabemos sobre cannabis, obesidade e diabete.

Consumidores de cannabis pesam menos

Um exame de dois estudos publicados no Jornal Americano de Epidemiologia, descobriu que consumidores tem menor probabilidade de estar acima do peso.

Apesar de ser difícil de acreditar, as pessoas que consomem cannabis pelo menos três vezes por semana diminuem a suas chances de estar acima do peso.

De fato, a obesidade esta mais presente nas pessoas que não a consomem do que nos consumidores.

Por exemplo, o primeiro estudo revisado na revista descobriu que os consumidores tinham uma taxa de obesidade de 16.1% em caparação com 22% dos que não consomem.

O uso pode afetar a absorção de carboidratos

A CNN (canal de notícias) discutiu o desenvolvimento de pesquisas recentes sobre cannabis e diabete.

Na discussão desses estudos um professor da Harvard Medical School, disse aos repórteres que ” usuários de cannabis parece ter um metabolismo melhor do que os que não são usuários.”

Esse aumento metabólico tem algo a ver com a maneira que os canabinoides interagem com a insulina.


Ainda que seja necessário mais pesquisas para entender melhor. Mittleman ainda afirmou que nos consumidores ” os níveis de insulina eram mais baixos e pareciam ser menos resistentes à insulina produzida pelo corpo, para manter um nível normal de açúcar no sangue.”

Mais medicamentos à base de cannabis estão surgindo

A GW pharmaceuticals, uma grande empresa farmacêutica na Inglaterra, pretende usar a cannabis para desenvolver um medicamento que elimina as injeções de insulina em pacientes diabéticos.

A GW Pharmaceuticals já criou um spray oral, conhecido como Sativex, como um tratamento para espasmos musculares causados por esclerosa multiplica. O Sativex é o único a base de cannabis no mercado, com prescrição médica que já foi aprovado em cerca de 20 países.

Atualmente, a GW está trabalhando com outros medicamentos de cannabis, utilizando CBD e também a substância a menos pesquisada, chamada de tetra-hidrocanabivarina (THCV).

Durante ensaios em laboratórios, esse novo medicamento mostrou poder em diminuir os níveis de açúcar no sangue dos pacientes e também melhorou a produção de insulina.

Enquanto as pesquisas GW ainda estão em andamento, todas essas descobertas parece se torna uma ajuda futura para os pacientes diabéticos.

Embora as pesquisas sobre diabete, feitas pela GW ainda enteja em andamento, todas essas descobertas parece ser boa para os pacientes com diabete.

Referências:

Bruno Oliveira

Tradutor e produtor de conteúdo do site Cannalize, apaixonado por música, fotografia, esportes radicais e culturas.

Mais Notícias