• 28 de junho de 2022

Paraná discute lei de incentivo à cannabis medicinal

 Paraná discute lei de incentivo à cannabis medicinal

Foto:Orlando Kissner/Alep

Aprovada pelo relator, a proposta começou a ser debatida ontem. Caso vire lei o Paraná será o quinto estado com uma política de promoção à cannabis. 

Depois de quatro estados promoverem leis de incentivo à cannabis medicinal, chegou a vez do Paraná. Nesta terça-feira (15) a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do estado começou a discutir o projeto de lei 961/2019.

A autoria da proposta é do deputado Goura (PDT). Ela teve um parecer favorável do relator Paulo Litro (PSDB) e deve ser debatida nas próximas sessões. 

A pauta pretende garantir o acesso não só de medicamentos à base de Canabidiol (CBD), mas também de tetrahidrocanabinol (THC) industrializados ou artesanais, mas desde que sejam feitos por associações autorizadas a produzir.

Foto:Orlando Kissner/Alep

Como vai funcionar

O projeto vai funcionar a partir de convênios do poder público com instituições sem fins lucrativos. Eles irão promover debates, fóruns, campanhas, simpósios e até congressos para que a população conheça os benefícios da cannabis. 

O texto ainda garante a distribuição de remédios ou produtos à base da planta para um grupo de pessoas que atendam a requisitos básicos, como prescrição médica e laudo do paciente.

Contudo, a pauta ainda exige uma declaração médica de que há uma comprovação científica da eficácia do óleo para tratar a condição. 

Outro projeto semelhante é discutido também na Câmara Municipal de Curitiba. Feito pela vereadora Maria Letícia (PV), ele também visa  a promoção do uso medicinal da cannabis. 

Outros estados

Leis de incentivo sobre a cannabis estão cada vez mais frequentes nas pautas dos deputados estaduais. O primeiro projeto aprovado foi no Rio de Janeiro em junho de 2020. Além das políticas de incentivo, a nova lei também possibilitou pesquisas científicas e apoio para as famílias que precisam do óleo.  

O Distrito Federal e a Paraíba também aprovaram projetos como esse. Também já possuem novas ideias sobre a cannabis. 

Em Goiânia uma nova lei possibilitou o fornecimento de óleos através do Sistema Único de Saúde (SUS) do município. 

A nível nacional, há duas propostas sendo discutidas. O projeto de lei 399 foi aprovado na Comissão Especial da Cannabis e já pode seguir para o Senado. Há também a possível incorporação do Canabidiol da Prati-Donaduzzi no sistema público. A empresa foi a primeira a conseguir o direito de produção no país.   

Tainara Cavalcante

Jornalista e produtora de conteúdo no Cannalize. Amante de literatura, fotografia e conteúdo de qualidade.

Mais Notícias